A Emater Municipal e Regional de Erechim realiza encontro sobre perspectivas e manejo florestal no Alto Uruguai

No dia 21 de junho foi realizado na Cantina Trentin – Erechim, um dia para discussão do futuro florestal na região Alto Uruguai. Presentes técnicos, empresas ligadas ao setor e lideranças políticos regionais, contou com a presença de aproximadamente 70 pessoas.

Pela Emater Regional, o ATR de Fruticultura, Engenheiro Agrônomo Luiz Angelo Poletto falou do apagão de plantio de Florestas que ocorre a aproximadamente sete anos, e da necessidade cada vez mais crescente de matéria prima oriunda das florestas plantadas como fonte de energia das indústrias e para serrarias existente no município. Segundo um levantamento do ATR Poletto, a Região possui 21.572 ha de eucalipto e pinus plantados e tem derrubado cerca de 2.000 ha anualmente para demanda de indústrias.

Responsável pela Coordenação Estadual de Silvicultura, o Eng.º Florestal Antônio Carlos Leite de Borba relatou da importância e necessidade crescente de pinus e eucalipto para abastecimento das indústrias do Estado, também relatou do fato que preços baixos da lenha e cavaco colaboram com a parada do plantio no RS.

Também foi realizado um debate de alternativas de aproveitamento de florestas plantadas do Alto Uruguai com a presença da OLFAR que relatou sobre a necessidade da empresa IB Caldogno que é uma empresa Erechinense que faz projetos para aproveitamento de madeira através de pellets sobre a possibilidade de instalação de uma empresa para aproveitamento, principalmente do pinus.

A madeireira Dacko de Erval Grande, que é o maior viveiro florestal do Estado falou sobre a produção de mudas e a Madeireira Ferri falou sobre aproveitamento de madeira em pequenas serrarias.

A tarde foi realizada uma prática de manejo Florestal pela Emater e também sobre cultivares de eucalipto pela madeireira Dacko, na propriedade de Rodrigo Angonese – Km 14.

Comentários estão fechados.