Um liberal que defende: o Estado é para servir o povo

Na semana que passou entrevistamos na Rádio Cultura o passofundense, que trabalha em Erechim, e é pré-candidato a deputado federal pelo Partido Progressista, Rodinei Candeia, que se intitula como um candidato da região Norte do Rio Grande do Sul.

Rodinei é procurador do estado do Rio grande do Sul e por isso, um profundo conhecedor dos problemas indígenas que atingem vários municípios do Alto Uruguai. Entre suas propostas está a conclusão da BR 153, entre Erechim e Passo Fundo. “Se eleito for, uma das minhas primeiras ações é propor à bancada gaúcha destinação no Orçamento da União para conclusão desta rodovia. Outra proposta é dividir com o interior os recursos para saúde. Hoje a maior parte deles é para os hospitais de Porto Alegre”.

Dois fatos me chamaram atenção durante a entrevista: que Rodinei se considera um liberal, chegou estar filiado ao Partido Novo, e por se considerar um, historicamente, devia defender um estado mínimo, mas durante a entrevista foi na contramão do liberalismo. “Defendo que o Estado tem que servir o povo, e não o povo servir o Estado”.

Por Egidio Lazzarotto

 

Comentários estão fechados.