Atletas de karatê de Erechim estão entre as melhores do Brasil

Heloísa Inseschi foi campeã de todas as competições que participou em 2017 e Cristiane Babinski ficou no topo do Ranking Nacional de Karatê e entre as quatro melhores do mundo

As atletas Erechinenses de Karatê,  Cristiane Babinski e Heloísa Inseschi, estão entre as melhores atletas do país. A atleta Heloísa de 14 anos, faz parte da Seleção Gaúcha e da Seleção Brasileira de Karatê juvenil e foi campeã de todas as competições que participou neste ano:  Ouro no Campeonato Estadual JKA, Ouro no Campeonato Estadual Tradicional, Ouro nas Olimpíadas Escolares, Ouro na Copa Goshinkai, Ouro no Campeonato Sul Sudeste e Ouro no Campeonato Brasileiro de Karatê JKA. A atleta é faixa marrom de Karatê e pratica Karatê a mais de 5 anos, treina Karatê todos os dias da semana, é estudante e instrutora auxiliar de Karatê. Com os títulos conquistados foi convocada para disputar o Campeonato Mundial de Karatê na Irlanda neste ano mas não pode participar por falta de recursos financeiros e de patrocinadores, a atleta relata que uma das maiores dificuldades encontradas dentro do esporte é a falta de apoiadores. 
De acordo com Heloísa o Karatê é muito importante em sua vida “O título mais importante neste ano foi o de Bicampeã Brasileira, a maior dificuldade sempre é o patrocínio, meus objetivos são me tornar uma faixa preta, ir para um Mundial e viajar o mundo com o karatê, meus planos para 2018 são treinar muito, melhorar, ter um maior aprendizado e mostrar o que eu treino nas competições com boas participações.”
Rosmari Insechi, mãe de Heloísa, comenta que “A Heloísa sempre foi uma pessoa determinada a fazer o que gosta e no Karatê encontrou apoio pra seguir em frente  cada vez mais, ir para os campeonatos onde consegue demonstrar o que aprende nos treinos. Com os compromissos ela se torna mais dedicada, responsável e consegue sonhar com um futuro no Karatê.”
Heloísa é aluna da Sensei Cristiane Babinski que relata “A Heloísa desde que começou no Karatê mostrou-se muito interessada, disciplinada nos treinos e muito assídua, com o passar dos anos foi evoluindo tecnicamente e hoje tem conquistado título grandiosos dentro do Karatê e mostrando que tudo é possível quando se tem persistência e foco em seus objetivos. Parabenizo-a pelos seus resultados e pela dedicação em tudo que faz.”
Cristiane Babinski além de Instrutora de Karatê também é atleta da Seleção Gaúcha e da Seleção Brasileira de Karatê e está entre as líderes do Ranking Nacional de Karatê, este ano conquistou títulos muito importantes a nível nacional e internacional: Campeã Estadual, Campeã Sul Sudeste, Penta Campeã Brasileira e 4º lugar no Campeonato Mundial na Irlanda. A atleta representa o Brasil por Equipes juntamente com as atletas Hannah Aires de Porto Alegre e Manuela Spessato   de Passo Fundo, juntas foram as primeiras mulheres brasileiras a chegarem em uma final do Campeonato Mundial em 2014 no Japão e este ano ficaram entre as 4 melhores equipes do mundo no Campeonato Mundial na Irlanda. Com isso a atleta ressalta a importância da mulher dentro das artes marciais e as barreiras que ainda precisam ser quebradas para a valorização da mulher dentro do esporte “As mulheres no Karatê tem conquistado seu espaço e quebrado diversos tabus, hoje vem conquistando diversos títulos importante no Karatê e buscam reconhecimento dentro desta prática”. 
Cristiane já está planejando seus treinamentos para 2018 e comenta “Todo ano faço uma revisão de todas as coisas positivas que aconteceram e busco verificar tudo que posso melhorar e evoluir para o ano seguinte, para 2018 meu objetivo é treinar muito e conquistar uma vaga para participar do Campeonato Sul Americano de Karatê em Lima no Peru.”
Cristiane é praticante de Karatê a 17 anos, é faixa preta 2º dan e técnica da Seleção Gaúcha Infantil. Atua como Instrutora de Karatê em Erechim e região e está com as matrículas abertas para novos alunos em 2018.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais