Audiência Pública Nacional da Erva-Mate é realizada em Erechim

Visando a construção de uma política nacional permanente, bem como a organização do setor ervateiro, a Audiência Pública Nacional de Erva-Mate reuniu representantes da cadeia produtiva em Erechim, nesta sexta-feira (24/11), além de prefeitos, lideranças regionais, técnicos da Emater/RS-Ascar, entre outros. O evento ocorreu na sede do Sindicato Rural.

Na audiência foi debatido o projeto de lei 4137/2015 que institui a Politica Nacional da Erva-Mate, bem como levantadas propostas que ainda possam ser inseridas ao projeto que tramita no Senado Federal. O projeto tem entre seus objetivos fomentar a produção sustentável, elevar o padrão de qualidade, apoiar e incentivar o comércio da erva-mate do Brasil. Também visa a sustentabilidade ambiental, econômica e social da cadeia produtiva, elevar o padrão de qualidade e segurança do produto, a pesquisa e o desenvolvimento cultural, ambiental, de solos e de climas do país para a produção da cultura.

De acordo com o deputado autor do projeto, Afonso Hamm, a erva-mate é alternativa de renda para cerca de 180 mil produtores familiares, distribuídos em 486 municípios e gera cerca de 700 mil empregos, envolvendo mais de 700 empresas beneficiadoras.

Participaram ainda da abertura, o o presidente da Associação dos Municípios do Alto Uruguai, Carlos Alberto Bordin, o gerente regional do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Gilberto Tonello, diretor do Instituto Brasileiro da Erva-Mate (Ibramate), Roberto Ferron, presidente do Sindimate, Sergio Picolo, o coordenador regional da Agricultura, José Mantovani, representando o secretário estadual da Agricultura, Ernani Polo, presidente do Sindicato Rural, João Picoli.
 

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais