Se aproxima 21ª Feira do Livro de Erechim

Lançada oficialmente a 21ª Feira do Livro de Erechim na manhã desta quinta-feira (24) em cerimônia para imprensa, parceiros, expositores, autoridades e demais convidados no Salão Nobre da Prefeitura. Tendo como patrono José Adelar Ody e como homenageado Pe. Antoninho Valentin Neto, este ano a Feira será realizada de 5 a 10 de novembro na sede da antiga EMA na Avenida 7 de Setembro. “Comunicação: partilha de relações e de saberes” é o tema escolhido para esta edição.

Ao lembrar que Erechim foi a quinta cidade no País a receber uma repetidora de televisão, o Prefeito Schmidt em seu pronunciamento fez uma releitura do segmento de Comunicação e de sua importância no contexto social. “Por mais que haja uma evolução acelerada das ferramentas que propagam informação, nada substitui o prazer que se tem ao folhear um livro”. Na oportunidade citou a parceria entre Executivo e Legislativo que “compõem grupo de erechinenses que querem o bem do Município”. E o Prefeito finalizou conclamando a todos: “ Nos abracemos mais esta vez para o sucesso da Feira do Livro de Erechim!”.

O mote focado na Comunicação escolhido para a 21ª Feira do Livro de Erechim foi ressaltado nos pronunciamentos. “Hoje diante de tantos recursos tecnológicos o livro, mesmo um pouco esquecido, é o único que proporciona diferentes perspectivas para uma mesma leitura. Ele nos traz uma riqueza de pensamentos sem igual”, colocou o homenageado Pe. Antoninho. Já o patrono José Ody fez um breve relato da história da Comunicação pontuando evolução e impactos ao longo do tempo. “A informação no passado se valia do fax, telex, telefone, cartas e hoje é impulsionada pela tecnologia. Compartilhar esse caminho todo também nos permitiu chegar ao dia de hoje que marca mais de 20 anos de Feira do Livro na nossa cidade”, frisou.

O desafio de manter livrarias e editoras abertas diante da realidade que enaltece a tecnologia foi citado pelo Secretário Municipal de Cultura Leandro Basso. “Por isso, chamamos a comunidade, que sempre se mostra generosa e atuante, para prestigiar os dias de Feira. Lá vamos poder ver que as mídias digitais nos chamam para a aparência, enquanto a impressa nos chama para a essência que leva ao confronto e à pesquisa”, declarou. Comungando de igual raciocínio, a vereadora Sandra Picoli, representante o Legislativo na ocasião, afirmou que “este é um momento de resgate da leitura frente à tecnologia, pois informação e conhecimento são coisas diferentes”.

O Diretor Municipal de Cultura e Turismo Neidmar Charão apresentou a todos a programação completa dos dias do evento que já é um marco cultural no calendário do Município. Momento em que destacou: “todos os estágios da estruturação de mais esta Feira tiveram as devidas Chamadas Públicas e o envolvimento que permitiu uma construção conjunta”.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais