Se aproxima 21ª Feira do Livro de Erechim

Lançada oficialmente a 21ª Feira do Livro de Erechim na manhã desta quinta-feira (24) em cerimônia para imprensa, parceiros, expositores, autoridades e demais convidados no Salão Nobre da Prefeitura. Tendo como patrono José Adelar Ody e como homenageado Pe. Antoninho Valentin Neto, este ano a Feira será realizada de 5 a 10 de novembro na sede da antiga EMA na Avenida 7 de Setembro. “Comunicação: partilha de relações e de saberes” é o tema escolhido para esta edição.

Ao lembrar que Erechim foi a quinta cidade no País a receber uma repetidora de televisão, o Prefeito Schmidt em seu pronunciamento fez uma releitura do segmento de Comunicação e de sua importância no contexto social. “Por mais que haja uma evolução acelerada das ferramentas que propagam informação, nada substitui o prazer que se tem ao folhear um livro”. Na oportunidade citou a parceria entre Executivo e Legislativo que “compõem grupo de erechinenses que querem o bem do Município”. E o Prefeito finalizou conclamando a todos: “ Nos abracemos mais esta vez para o sucesso da Feira do Livro de Erechim!”.

O mote focado na Comunicação escolhido para a 21ª Feira do Livro de Erechim foi ressaltado nos pronunciamentos. “Hoje diante de tantos recursos tecnológicos o livro, mesmo um pouco esquecido, é o único que proporciona diferentes perspectivas para uma mesma leitura. Ele nos traz uma riqueza de pensamentos sem igual”, colocou o homenageado Pe. Antoninho. Já o patrono José Ody fez um breve relato da história da Comunicação pontuando evolução e impactos ao longo do tempo. “A informação no passado se valia do fax, telex, telefone, cartas e hoje é impulsionada pela tecnologia. Compartilhar esse caminho todo também nos permitiu chegar ao dia de hoje que marca mais de 20 anos de Feira do Livro na nossa cidade”, frisou.

O desafio de manter livrarias e editoras abertas diante da realidade que enaltece a tecnologia foi citado pelo Secretário Municipal de Cultura Leandro Basso. “Por isso, chamamos a comunidade, que sempre se mostra generosa e atuante, para prestigiar os dias de Feira. Lá vamos poder ver que as mídias digitais nos chamam para a aparência, enquanto a impressa nos chama para a essência que leva ao confronto e à pesquisa”, declarou. Comungando de igual raciocínio, a vereadora Sandra Picoli, representante o Legislativo na ocasião, afirmou que “este é um momento de resgate da leitura frente à tecnologia, pois informação e conhecimento são coisas diferentes”.

O Diretor Municipal de Cultura e Turismo Neidmar Charão apresentou a todos a programação completa dos dias do evento que já é um marco cultural no calendário do Município. Momento em que destacou: “todos os estágios da estruturação de mais esta Feira tiveram as devidas Chamadas Públicas e o envolvimento que permitiu uma construção conjunta”.

Comentários estão fechados.