Rede municipal retorna às aulas dia 7 de outubro em Erechim

Retorno acontecerá de forma gradual se a bandeira permanecer laranja

Em meio a tantas incertezas, Erechim se encaminha para o retorno às aulas. O governo do Estado detalhou a retomada de atividades presenciais de educação apenas em municípios que estejam em bandeira amarela ou há, pelo menos, duas semanas em bandeira laranja. Dessa forma se nesta sexta-feira (25), o município permanecer na bandeira laranja, completará no mínimo 14 dias corridos na condição de retomar as atividades presenciais.

Na manhã desta quinta-feira (24), em entrevista à Rádio Cultura, o secretário municipal de Educação, Juliano Rizzi, relatou como tudo está sendo organizado.

“No momento, a sinalização é que haverá retorno se a bandeira for laranja nesta sexta-feira. Contudo o Centro de Operação de Emergência em Saúde para a Educação, sinalizou que creche, b1, b2, m1, m2 não retornarão, pois é necessário adaptação, no início do ano eram de colo, agora já estão engatinhando, caminhando e muitos avós que são grupo de risco cuidam destes pequenos. O retorno ocorrerá na pré-escola, no fundamental 2 e fundamental 1”, afirmou Rizzi.

O secretário ainda comentou que o retorno gradual está marcado para 7 de outubro, mas posteriormente se o município retornar para a bandeira vermelha, para tudo novamente.

Ainda, os prefeitos da AMAU estão conversando com os transportadores escolares. “Foi feito uma pesquisa, onde a maioria não aderiu ao transporte do Estado e também, não aprovou o retorno às aulas, por entenderem ser perigo eminente”, destacou.

 A Secretaria de Educação também elaborou um termo de anuência, onde os pais optam por aula remota ou presencial. Já as escolas tem seu plano de contingência, suas regularidades, com todos os protocolos sendo atendidos.

Vale lembrar que o retorno não será de forma integral. “No pré temos bastante integral, mas infelizmente não será dessa forma, nem mesmo na escola CAIC onde é integral totalmente. As aulas serão parciais, um turno só. Os integrais vão ter aula todos os dias, mas uma turma de manhã e outra à tarde. O parcial será diferente, uma semana irão até o ambiente escolar e outra semana, aula remota. Não é uma volta total, uma volta normal, mas vamos nos adequando”, finalizou Rizzi.

Por Carla Emanuele 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais