Máquina de corte une tecnologia e oportunidade de desenvolvimento  

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Na manhã desta terça-feira, 24, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Altemir Barp, juntamente com equipe da Pasta e o presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário, Ivaldo Anziliero, estiveram no pavilhão do Sindivest, localizado na Rua Sergipe, verificando o trabalho executado pela máquina de corte adquirida pelo mesmo em parceria com a Prefeitura Municipal e o Governo do Estado através da Consulta Popular e Edital de ATL. Município também efetua o pagamento de aluguel, a compra de computadores e demais equipamentos que estão instalados no local.

Na oportunidade, acompanharam o funcionamento da máquina automática alemã, com software israelita, Bullmer Procut D8002, que tem a produção constante, o que gera dados precisos de modo que se tenha um cronograma de produção e os pedidos passam a ser organizados facilmente. Reduz o trabalho manual e o desperdício de tecido.

Ivaldo pontuou que, neste primeiro momento está ocorrendo a adaptação, como os testes e, posteriormente, se iniciará o projeto com os associados, dando início do processo de produção, que poderá gerar um trabalho 24 horas por dia para atender as demandas das empresas de Erechim e região do Alto Uruguai.

Para tanto, o empresário que utilizar a máquina deverá pagar por hora de uso, “uma ótima saída para as empresas que necessitam do corte e não tem como adquirir uma máquina como esta que ultrapassa a casa de R$ 1,5 milhão, ou seja, a mesma irá proporcionar em excelente custo/benefício além do aproveitamento de 87% do tecido que vai para corte. Uma aquisição que vem auxiliar no desenvolvimento de Erechim e região do Alto Uruguai por parte do empresariado que trabalha com indústria têxtil ou de couro, seja na produção de roupas e estofados”, destaca Barp.

Na oportunidade também foi conhecida as instalações do pavilhão que abriga a máquina e demais setores, a exemplo das máquinas de costura que serão disponibilizadas para que interessados possam ter aulas práticas, gratuitamente e, desta forma, entrar no mercado de trabalho.

“Este é um grande avanço local e regional, o que passará a proporcionar, a partir do pleno funcionamento da máquina de corte, uma nova visão de empreendedorismo na área têxtil e de couro. Oportunizar caminhos para quem quer avançar utilizando uma máquina de última geração, o que nos coloca em um patamar importante no Estado”, finaliza Barp.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais