Atlântico sofre revés diante do Campo Mourão pela LNF

Galo já fala em reação e volta à Erechim para próximos jogos pela competição

Embora tenha criado importantes chances de gols no jogo, o Atlântico acabou perdendo para o Campo Mourão, neste domingo, 23. Em jogo pela primeira fase da Liga Nacional de Futsal (LNF), disputado no Paraná, o Galo perdeu por 2 a 1.

Para o fixo Allan, alguns detalhes estão sendo decisivos para que a equipe sofra derrotas na LNF, mesmo atuando com maior volume de jogo que os adversários. “Está faltando algum detalhe ali na finalização dos adversários, e não é culpar ninguém, é saber que todos precisamos melhorar neste sentido, para que as vitórias retornem”, salientou em entrevista à Rádio Erechim.

Barbosinha também lamentou o revés. “Acredito que jogamos bem, mesmo tendo saído atrás no marcador, conseguimos evoluir, infelizmente o placar não veio a nosso favor. Mas é concentrar, saber que temos jogos importantes pela frente e precisamos pontuar para que se busque uma boa posição na tabela de classificação ao final desta fase”, completou o jogador.

O Atlântico volta a jogar pela Liga Nacional, no próximo sábado, dia 29, diante do Joaçaba. Esta partida em Erechim, começará às 14h. Já no dia 13 de julho, o Galo recebe o Blumenau, com isso fazendo uma sequência de duas partidas em casa pela competição.

O jogo

Pela primeira vez na história da LNF, Atlântico e Campo Mourão se enfrentaram neste domingo, já que os paranaenses fazem sua primeira participação no certame. E o time da casa conseguiu abrir vantagem aos 4min11, quando Ernandes tocou na saída de Careca e fez 1 a 0. Mas a alegria dos donos da casa durou menos de um minuto, porque logo em seguida Gregory fez jogada pela direita e cruzou para Caior Jr definir a jogada e garantir o empate em 1 a 1.

Ainda no primeiro tempo, já na reta final, Gregory fez bela jogada e acertou a trave do goleiro Deivid.

Já na etapa final, a 3min53, outra vez Ernandes surgiu no ataque para definir a jogada e fazer 2 a 1 para o Campo Mourão.

Aos 13min27, pênalti na falta em cima de Fabrício. Fabinho cobrou, mas Careca defendeu evitando o gol dos paranaenses.

O Atlântico ficou muito próximo do empate aos 15min20 quando caio Jr recebeu na frente e chutou para importante defesa do goleiro Deivid. Depois foi a vez de Cleber exigir outra boa defesa do goleiro paranaense.

No final, o treinador Giba ainda tentou colocar em quadra Ian como goleiro linha, para tentar o empate, porém o placar terminaria mesmo em favor dos donos da casa.

Esta ação integra o projeto Atlântico Futsal Campeão, que é financiado pelo Governo do estado do Rio Grande do Sul por meio do Pró-Esporte RS – Lei de Incentivo ao Esporte.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais