André Jucoski sugere projeto que altera o critério para contratação de coordenadores pedagógicos nas escolas municipais

Na última sessão ordinária do Poder Legislativo erechinense, o vereador André Jucoski (PDT) sugeriu ao Poder Executivo a criação de um projeto de lei referente à contratação de coordenadores pedagógicos nas escolas municipais. Atualmente, somente escolas que tenham acima de 100 alunos podem contar com o referido cargo. A partir do pedido do parlamentar, ficaria estabelecido que instituições de ensino com mais de 50 estudantes já poderiam ter esse profissional em seu quadro de funcionários. Após a leitura no plenário da Câmara, a sugestão foi enviada ao setor competente da Prefeitura Municipal.

De acordo com o edil, a coordenação pedagógica é indispensável em qualquer escola municipal que atenda Educação Infantil, Ensino Fundamental e Centros de Educação de Jovens e Adultos (CEJA). “Este cargo não pode estar limitado ao número de estudantes matriculados, uma vez que todos têm direito ao suporte pedagógico de qualidade”, avalia Jucoski, destacando o importante papel destes profissionais tanto para professores quanto alunos. “O coordenador tem como responsabilidade a elaboração, reestruturação e implementação do Projeto Político Pedagógico, visando à qualidade do trabalho dos professores dentro da sala de aula e também pela relação sadia entre docentes e alunos”, completa.

Como exemplo das dificuldades enfrentadas por instituições que ainda não têm coordenador pedagógico, Jucoski cita o caso da Escola Municipal de Ensino Fundamental Jaguaretê. “Após uma visita, verificamos a necessidade de possuir uma coordenação pedagógica para melhorar ainda mais o trabalho e encontrar soluções para alguns problemas observados na escola”, afirma o vereador.

Comentários estão fechados.