Centenário e Carlos Gomes unem forças para buscar asfaltamento da ERS 477

O projeto técnico para asfaltamento da ERS 477 foi apresentado na manhã dessa quinta-feira, dia 23 de abril, na Câmara de Vereadores de Centenário. O projeto foi apresentado pelo engenheiro civil e gestor da empresa LCDA Lauson Serafini. A contratação da empresa para elaboração do projeto técnico de asfaltamento da rodovia é realizada por meio de um convênio de cooperação entre os municípios de Centenário e Carlos Gomes que uniram forças para buscar o asfaltamento da rodovia.

Participaram da apresentação o prefeito de Centenário, Hilário José Kolassa; o prefeito de Carlos Gomes, Egídio Moreto; além de demais lideranças dos municípios. Para o prefeito Kolassa, o projeto técnico é fundamental para a busca pelo asfaltamento. “Agradeço ao prefeito Moreto pela parceira, assim como fizemos em outros projetos se unindo com outros municípios, temos essa parceria agora com Carlos Gomes para a obra do asfalto da ERS 477. Então independentemente de partido, os prefeitos precisam se preocupar e se unir para o bem da população”, destacou Kolassa.

O prefeito Moreto também destacou a importância da união para a conquista do asfaltamento da rodovia. “Esse é um projeto almejado por todo o Alto Uruguai, as populações de Centenário e Carlos Gomes, então juntamente com o prefeito Hilário agradecemos pela rapidez do engenheiro para apresentar o projeto. É uma satisfação muito grande para nós que tomamos a iniciativa e vamos lutar pelo asfaltamento”, disse.

Durante a apresentação, foram solicitadas duas adições no projeto, uma para contemplar uma ponte de Carlos Gomes e outra para criação de um acostamento na rodovia. “Apresentamos a parte técnica, colhendo sugestões dos prefeitos para fazer a revisão final e entrega para o Daer. A partir daí esse projeto é encaminhado para o setor de projetos da autarquia, eles fazem a análise técnica, podendo solicitar ajustes para que em um futuro próximo possa ser realizada a obra”, explicou o engenheiro Lauson.

Conforme o engenheiro, o projeto buscou manter o traçado original da estrada, fazendo os ajustes para colocar a rodovia dentro dos parâmetros exigidos. A rodovia está sendo projetada para atender um horizonte de dez anos, sendo que foram estimados dois anos para ocorrer a obra, com a previsão de crescimento do tráfego de 5% ao ano.

Relembre a parceria

Em 2019 foi assinado um termo de cooperação com o DAER – Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem, possibilitando que os municípios assumissem a responsabilidade financeira do projeto. A busca pelo acesso asfáltico até Centenário é uma demanda muito antiga da população regional, sendo essencial para fomentar o desenvolvimento local.   O custo para elaboração do projeto técnico está sendo dividido entre os dois de acordo com a quilometragem de cada um para realização do asfalto.

Conforme o prefeito Kolassa, após o projeto técnico, será preciso promover a elaboração do projeto ambiental, para então iniciar um novo desafio que é solicitar e cobrar do Daer a realização da obra.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais