Câmara aprova projeto de lei que cria curso preparatório gratuito para o Enem

A educação e a qualidade do ensino em Erechim são temas frequentes nas deliberações do Legislativo. Das séries iniciais ao ensino superior, os parlamentares estão sempre propondo matérias que pensem nos estudantes do município. É o caso do projeto de lei aprovado por unanimidade na sessão ordinária da última segunda-feira (23), de autoria do vereador André Jucoski (PDT), que institui a criação do Curso Preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Além de instituir o Pré-Enem – como é conhecido o curso – o projeto de lei autoriza o Poder Executivo a firmar parceria com instituições de ensino, bem como profissionais habilitados nas áreas de licenciatura e gestão escolar e estudantes de cursos de licenciatura. O curso ficará sob a coordenação do Gabinete do Prefeito e da Secretaria Municipal de Educação, e suas ações serão direcionadas a jovens e adultos, residentes em Erechim, que estão concluindo ou concluíram o ensino médio em escolas públicas, bem como estudantes de escolas particulares que possuem bolsa integral ou parcial de estudos.

De acordo com o edil proponente, por se tratar do principal método de ingresso à universidade, o Enem tem atraído cada vez mais estudantes que sonham em conquistar um diploma de curso superior. Além de ser um “substituto” dos tradicionais vestibulares, o exame também é parte do processo seletivo para a aquisição do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), para o ingresso em universidades públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), além de oferecer a possibilidade de bolas de estudo em instituições particulares através do Programa Universidade Para Todos (Prouni).

“O projeto visa formar um movimento pela educação, que, na parceria entre o Poder Público e voluntários que possuem conhecimento necessário, não irá gerar despesas ao município”, explica Jucoski, enfatizando o caráter inclusivo da iniciativa, que também terá uma contrapartida positiva para os professores. “O objetivo principal é oferecer aulas gratuitas, a fim de reforçar o papel de responsabilidade social que temos com nossos estudantes, promovendo a ampliação do acesso ao nível superior, como também oportunizar graduandos de instituições de ensino superior à pratica profissional através do processo ensino-aprendizagem”, completa o vereador.

O Pré-Enem não é novidade em Erechim, porém, no ano passado, o enxugamento dos gastos levou à suspensão das turmas do curso. “Sabemos que nossa realidade é marcada pela desigualdade social. A solução para buscarmos uma realidade mais igualitária e justa é o investimento constante em educação, e o serviço social voluntário é a grande janela de oportunidade que dispomos no momento, uma forma de aperfeiçoar jovens em seus saberes, preparando assim os profissionais de amanhã”, afirma Jucoski.

Comentários estão fechados.