2020 e o desafio de reinventar a Universidade

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

No ano em que a URI completa 28 anos de existência, o maior desafio dos gestores é transformá-la e conduzi-la para que siga sendo cada vez mais a Universidade referência.

Há poucos dias do início oficial do ano letivo para mais de 12 mil estudantes em seis Câmpus, o Reitor da URI fala sobre o que 2020 representa para a Instituição. As expectativas, os desafios e as certezas para a Universidade que há quase três décadas é responsável pelo desenvolvimento humano, social e econômico de importantes regiões do Rio Grande do Sul.

Acompanhe a entrevista completa do Professor Doutor Arnaldo Nogaro, destacando os pontos fortes da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões e os que ainda estão sendo fortalecidos, para garantir a todos os que escolheram a URI como sede do período de formação acadêmica, a realização e o encaminhamento profissional esperados.

A URI em 2020

“No ano de 2020, nós temos a continuidade de um trabalho que já se deu em 2019, quando implementamos a Educação a Distância. Foi um desafio para a Universidade neste ano. Fizemos um trabalho de reestruturação dos cursos, principalmente na parte de inovação acadêmica e graduação ativa.

Penso que temos alguns desafios importantes no ano de 2020, dentre os quais pensar o nosso PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional) para os próximos cinco. Nele definiremos as metas, aquilo que pretendemos em termos de ensino, pesquisa, extensão e infraestrutura para a Universidade. Também está posto como desafio para a Universidade repensar sua estrutura, iniciando o debate com os gestores e depois com os demais segmentos.

O que sentimos é que isso se torna necessário em função do contexto em que vivemos. E, consequentemente, ter as condições para reafirmar a nossa missão como Universidade comunitária. Nós estamos inseridos em regiões estratégicas e que dependem muito do que a URI faz com seu trabalho. Em algumas dessas regiões, nós somos pioneiros em ensino superior. Hoje já existem outras instituições importantes também, mas a URI com certeza se constitui como uma das instituições que se responsabiliza por esse trabalho de formação das pessoas.

No ano passado, fizemos toda uma rediscussão do plano de gestão definindo a nova missão da universidade e a nova visão, que praticamente eram as mesmas desde a fundação, há quase 30 anos”.

MISSÃO da URI

A Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões tem como missão desenvolver pessoas nos campos socioeconômico, educacional, cultural e político, por meio da promoção do conhecimento, de ações empreendedoras e inovadoras, socialmente responsáveis e comprometidas com o desenvolvimento social e humano.

VISÃO da URI

Ser uma universidade de referência em qualidade, promoção da ciência, inovação, desenvolvimento comunitário e humano.

“Acredito que esse processo que iniciou em 2019, tende a se consolidar. São desafios, não só para o Reitor e para os pró-reitores, mas também para os gestores das unidades, esse repensar da Universidade no que diz respeito ao funcionamento dos serviços de atendimento à comunidade acadêmica, da seus setores e da gestão que desde seu princípio assim está organizada, mas que cabe talvez, neste momento, reavaliarmos se é a melhor forma”.

Novidades de Ano Novo

“A URI apresenta à comunidade para 2020 dois novos cursos de graduação: Agronomia em Frederico Westphalen e Medicina Veterinária em Santo Ângelo. Penso, como Reitor, que esses cursos vão agregar qualidade e possibilidade para os estudantes, para os jovens destas regiões, fazerem os seus cursos mais próximos das suas casas. São ofertas que atendem uma demanda da comunidade, e pode-se perceber isso, pela excelente procura do vestibular.

Além, é claro, da consolidação de cursos que já iniciaram em anos anteriores e que nós estamos em processo de andamento como o próprio curso de Medicina Veterinária nos Câmpus de Erechim e Santiago. Mesmo na modalidade EAD, cujos resultados são bons, precisamos ainda avançar mais para nos consolidar no mercado. E o curso de Medicina, que vai para a sua terceira turma. Logo teremos as seis turmas, para um ciclo completo e muitos estudantes prestando serviços à comunidade no desenvolvimento das práticas clínicas”.

Graduação presencial e à Distância

“No ano de 2019 trabalhamos com duas possibilidades que chamamos de inovação acadêmica e graduação ativa para serem implementadas em 2020. A inovação acadêmica está dentro do intuito de fazer uma revisão profunda nos PPCs* e matrizes curriculares dos cursos. 2020 começará coma alguns cursos da área de sociais aplicadas, das engenharias, das licenciaturas, nas unidade que optaram por implementar neste ano. Não só revisando a questão do perfil do egresso, para que pudéssemos estar em conformidade com aquilo que o mercado de trabalho exige, mas também, para que pudéssemos oferecer alternativas aos alunos, no sentido da oferta dos 20% à distância e que nos é facultado. Vamos utilizar as metodologias ativas, o ensino híbrido.

Enfim, estamos trabalhando naquilo que chamamos de graduação ativa, cujo objetivo é envolver realmente o aluno no seu processo formativo, por meio das novas tecnologias, dos diferentes recursos que nós temos. Acreditamos que teremos um ganho significativo com estas novas modalidades no ensino de graduação. Vamos disponibilizar vídeos que serão postados nas páginas, para explicar detalhadamente o que é essa inovação acadêmica e a graduação ativa.

Foi um trabalho coletivo, feito com os Núcleos Docentes Estruturantes (NDEs) dos cursos, Departamentos, Pró-Reitorias de Ensino, de Pós-Graduação e de Administração que trabalharam em conjunto, as direções das unidades, para que chegássemos a esse resultado. Acreditamos que isso vai repercutir muto bem entre a comunidade acadêmica e a aceitação também será ótima”.

Garantia da Qualidade do Ensino Ofertado

“Nós temos isso, e fica provado pelas últimas comissões do MEC que recebemos. Basta ver que os últimos cursos avaliados ficaram com notas 4 e 5. A avaliação externa certifica que os nossos cursos, são de qualidade, estruturados. Soma-se a isso o contingente significativo de alunos que ao concluir seus cursos já estão aprovados em concursos, já estão empregados no mercado de trabalho.

As aprovações no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil também reforça o que estou falando, pois as médias de nossos alunos estão muito acima da média do RS e até a média nacional.

Nós sabemos que oferecemos um ensino diferenciado. Essa adequação da graduação ativa e da inovação acadêmica é no intuito de darmos maior dinâmica à nossa formação. Mas sem dúvida, preservando a qualidade que sempre nos caracterizou”.

Internacionalização na URI

“Nós criamos o Núcleo de Internacionalização da URI – NIURI, em 2019, para abrigar uma série de ações que já vinham sendo desenvolvidas. Um grupo significativo de alunos estão desenvolvendo atividades de intercâmbio em universidade europeias e da América Latina, mas o nosso foco ainda é muito a graduação. E em 2020, queremos avançar para a pós-graduação. Temos professores do Stricto Sensu que vão apresentar trabalhos, fazer visitas técnicas, mas queremos que haja intercâmbios de professores entre os Programas. Alguns alunos nossos do Stricto Sensu, frequentam Programas no exterior por meio de bolsas-sanduíches, mas queremos uma intensificação por meio de outras modalidades, como projetos de pesquisa que estejam disponíveis para que a URI definitivamente se insira naquilo que chamamos de dimensão de internacionalização da universidade”.

A tradição do ensino das Escolas Básicas

“As Escolas são segmentos extremamente importantes. A procura nas escolas, aumentou da educação infantil ao ensino médio. Há um crescimento no número de alunos, mas também elas avançaram do ponto de vista dos intercâmbios, das relações além-fronteiras. O desempenho das escolas é fruto de um grupo qualificado de professores que atuam, da estrutura física que é diferenciada e de suas propostas pedagógicas que levam em consideração a formação integral do estudante, mas também nos destacamos pelas aprovações em processos seletivos, vestibulares e no Enem.

As nossas escolas estão cada vez se consolidando mais, com qualidade. Oferecendo projetos diferenciados nas mais diversas áreas formativas do estudante como esse, dos intercâmbios. E isso tem caracterizado e diferenciado as nossas escolas. Por isso que continuamos tendo um olhar atento com as escolas, acompanhando-as e considerando-as um segmento extremamente importante dentro da Universidade e cuidando de maneira muito especial”.

Pós-Graduação: garantia de aperfeiçoamento acadêmico e profissional 

“Como Universidade, a URI tem a responsabilidade de oferecer Ensino, Pesquisa e Extensão. Dentro do Ensino, nós temos a graduação e a pós-graduação. E talvez hoje manter a pós-graduação Stricto Sensu seja nosso maior desafio, especialmente com a aprovação de um terceiro Doutorado em 2019 veio a somar-se com o Doutorado em Direito, em Santo Ângelo e o Doutorado em Alimentos em Erechim.

Além dos Mestrados que temos, torna-se estratégico expandir e pensar novos programas em áreas que a Universidade ainda não tem, mas que são importantes. Destaco as engenharias e a saúde, que são áreas grandes e reconhecidas dentro da Universidade. Manter programas de Stricto Sensu tem um custo muito alto, porque precisamos de um número significativo de professores doutores e pesquisadores, e isso economicamente pesa para a Instituição. Mas é o equilíbrio necessário a ser feito, para nos manter como uma Universidade de referência, que tem qualidade.

A oferta de turmas fora de sede, como a URI faz com o Mestrado em Educação, em Rondonópolis – MT, talvez possa ser uma possibilidade para outros programas que tenham avaliação 4, para ajudar a viabilizar-se e manter-se ativos”.

Da URI para a Comunidade

“Gostaria de dizer à toda a comunidade, e reiterar, que a confiança que nós temos na nossa comunidade é a mesma que gostaríamos que a comunidade tivesse em nós. Nós temos 28 anos como Universidade de um trabalho que vem se consolidando cada vez mais e que reflete parcerias em diferentes áreas. Acredito que nós temos uma inserção comunitária destacada pelo número de atendimentos que fazemos ema todas as unidades. Mas especialmente na área da saúde, onde o atendimento foi de um contingente significativo da população, especialmente a população que, muitas vezes, não tem possibilidade pagar por esse serviço.

Embora haja algumas incertezas em relação ao cenário do presente, a URI continua sendo uma instituição sólida, de referência nas suas comunidades e vai continuar fazendo esse trabalho. Por isso esperamos o apoio da comunidade que tem se manifestado nas pessoas que encontramos, que continuam destacando a URI e o trabalho de nossos professores e funcionários.

Em 2020 a Universidade vai continuar trabalhando nos seus propósitos, nos seus objetivos, fundamentalmente na sua missão, mesmo diante de dificuldades que se apresentam, seja no cenário econômico ou outro”.

O início do ano letivo nos Câmpus para os cursos técnicos, de graduação e pós-graduação na URI tem início na próxima quinta-feira, 27 de fevereiro.

A Universidade já se prepara para receber a todos os estudantes e professores para um ano de muito conhecimento e desenvolvimento.

Por: Gherusa Cassol – Assessoria de Comunicação e Eventos URI Reitoria

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais