O próximo capítulo do inferno astral do prefeito e câmara, será a Corsan

Perante a polêmica entrevista dos vereadores independentes na semana passada, que até a pouco tempo faziam parte da base do governo municipal, teremos um novo capítulo no caso Corsan. Se o prefeito Luiz Francisco Schmidt está vivendo um inferno astral no início de 2019 com os vereadores da sua base, tem tudo para piorar se ele insistir com a renovação do contrato com a Corsan.

Desta vez terá um bloco muito forte de vereadores de oposição e independentes que são contrários a renovação da forma que o prefeito pretende, receber R$ 30 milhões em troca de um contrato por mais de 30 anos.

Evidente que alguns vereadores de esquerda, por uma questão ideológica, seriam favoráveis a renovação com a estatal. Mas se o prefeito chamar todos os vereadores e discutir um novo edital, com um valor da outorga e que tenha as melhores taxas para consumidores, com certeza vai ganhar muitos pontos com os vereadores de oposição, independentes e a comunidade. A escolha está nas mãos de Schmidt, se quer ampliar esse inferno astral com a Câmara e comunidade ou, se quer a pacificação entre os poderes.

Por Egidio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais