Índice de geração de empregos em Erechim é maior se comparado com outras cidades

Avaliação compara as cidades de Chapecó, Concórdia, Passo Fundo e até Bento Gonçalves

O Ministério do Trabalho e Emprego divulgou na quarta-feira (24), os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados(Caged), relativo ao ano de 2018. Erechim, apesar de apresentar números negativos no último trimestre, fechou o ano com saldo positivo na geração de emprego formal.

Os erechinenses gostam de fazer comparações com as cidades de Chapecó, Concórdia, Passo Fundo e até com Bento Gonçalves que tem o número de habitantes parecidos. Com o fechamento de 811 vagas com carteira assinada em 2018, se comparado com número de habitantes, tivemos uma variação positiva de 2,53%. Por outro lado, Chapecó teve um saldo positivo de 1.652 vagas, mas se comparada com a sua população cresceu 2,24%, assim como Concórdia teve um saldo positivo de 592 postos de trabalho, com aumento também de 2,24%.

No lado gaúcho, a nossa vizinha cidade de  Passo Fundo que recebeu grandes investimentos neste período, teve um saldo positivo de 1.129 novos postos de trabalho, mas se comparado com número de habitantes teve um crescimento de 1,97%. Olhando um pouco mais longe, na Serra Gaúcha, tem o município de Bento Gonçalves, que tem uma população parecida com a nossa e mesmo sendo um polo industrial e turístico, gerou apenas 649 novas vagas em 2018 com percentual de 1,69%.

Comparando os índices de geração de empregos formais com essas quatro cidades, Erechim teve um percentual superior as demais. Mas o que preocupa é que, nos últimos três meses, o nosso município teve saldo negativo na geração de postos de trabalho e o nosso carro chefe, a indústria vem fechando no vermelho.

Por Egidio Lazzarotto

 

Comentários estão fechados.