URI 25 anos: atividades e espetáculo polonês foram as atrações do final de semana na Universidade

131

Momentos de troca de experiências e conhecimentos por meio de uma cultura que, há 100 anos, era uma das precursoras na formação do município de Erechim: a etnia polonesa. Assim foram as atividades promovidas pelos Grupos Polônicos, dentro do projeto “URI 25 Anos – Etnias e Culturas: o que nos une”, uma iniciativa dos departamentos da Universidade e as associações étnicas e culturais de Erechim e da região Alto Uruguai, em comemoração às bodas de prata da URI, completados no dia 19 de maio deste ano. As atrações também marcam o centenário de Erechim, a ser comemorado no dia 30 de abril de 2018.

Na sexta-feira, 17, os grupos realizaram uma Celebração Religiosa na Capela Santo Agostinho, dentro da Universidade. O momento, além de celebrar a religiosidade polonesa, também serviu para comemorar os 50 anos da Província das Irmãs Franciscanas da Sagrada Família de Maria, cuja Congregação foi da Irmã Wanda Szymla. Ela, juntamente com o Padre Walenty, fundaram o JUPEM.

No dia 18, uma intensa programação de atividades culturais foi realizada para apresentar as diferentes áreas da cultura polonesa. No turno da manhã, foram abordadas experiências educacionais e culturais na Polônia, quando adultos e jovens relataram suas vivências como acadêmicos ou como participantes em programas e cursos de curta duração. Através de suas experiências, eles motivaram os participantes para novas iniciativas, fortalecendo as atividades compartilhadas.

Ainda, foi realizada uma mesa-redonda com escritores, pesquisadores e estudiosos da História. O momento permitiu uma aproximação entre os participantes e oportunizou o contato com diferentes obras e autores, além de buscas por novas perspectivas na pesquisa de aspectos ainda pouco conhecidos e, o mais significativo, a abertura de novos horizontes. À tarde, foi realizada uma abordagem sobre Concertos de Música e de Dança Brasileiras em palcos poloneses.

Além dos relatos de vivências, os Grupos Polônicos promoveram oficinas que aproximaram os participantes da cultura. Foram momentos de canto, com canções populares e natalinas; Pisanki, produção de ovos decorados; e bordados. Por fim, a oficina de dança contemplou o Encontro de Grupos Folclóricos Poloneses – ENGRUFOPOL, com a participação dos grupos Auresóvia, Orzel Bialy e JUPEM.

A diplomacia polonesa também se fez presente nesse encontro, através do Consulado Geral de Curitiba. Estiveram presentes a vice-cônsul Dorota Ortynska e o Secretário-Geral Paulo Kochanny. Eles salientaram a mobilização da cultura polonesa nesse evento que marca os 25 anos da URI.

As atividades foram finalizadas com o espetáculo “Cultura, Amor e História”, uma apresentação dinâmica e alegre onde os grupos se revezaram no palco arrancando muitos aplausos do público que lotou o Salão de Atos. Todas as atrações destacaram a importância da cultura polonesa, através da alegria, união e harmonia da comunidade polonesa em um espetáculo único, dinâmico e vigoroso construído com a dedicação de todos os envolvidos.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.