Cai bruscamente geração de empregos em Erechim

Segundo o Cadastro de Empregados e Desempregados (CAGED), agosto de 2018 foi o pior mês dos últimos 20 meses. A economia de Erechim gerou apenas cinco vagas positivas, sendo que a indústria de transformação teve um saldo de 16 novas vagas. Já o comércio, 27 novos postos de trabalho.

Enquanto isso, outros segmentos registraram índices negativos, como a construção civil com saldo negativo de 29 postos de trabalho, serviços menos um e, serviços industriais de utilidade pública, menos dois.

Comentários estão fechados.