Novena de São Cristóvão contempla a identidade da comunidade cristã

“A comunhão é a identidade da comunidade”, disse o Pe. Gilson Samuel da Paróquia de Paulo Bento, na missa da quarta noite da novena de São Cristóvão, nesta segunda-feira, após a oração do terço junto à gruta de N. Sra. ao lado da igreja da sede paroquial. Refletindo sobre o tema da noite, “unidos pela comunhão fraterna”, Pe. Gilson prosseguiu: “a comunhão sugere sintonia no sentir, no pensar, no agir e no ser”. E, à luz da Palavra de Deus proclamada, recordou que tal comunhão se constrói na medida em que se cultiva relações em nível intrapessoal (enquanto conhecimento de si), interpessoal (tratando a todos com respeito e sem distinção, cultivando a tolerância e a empatia) e transpessoal (com a família, com a comunidade e com a sociedade). Tudo isso com a prática das atitudes evangélicas de amar até mesmo os inimigos, fazer o bem a quem nos odeia, desejar o bem a quem nos amaldiçoa, rezar por quem nos calunia e, sobretudo, sendo misericordioso como o Pai do céu é misericordioso.

Por fim, num gesto de superação daquilo que separa, o padre convidou todos a se darem as mãos e cantar: “se Deus é por nós quem será contra nós. Quem nos separará do amor de Cristo”. Bela e oportuna indicação para nossa vida de fé e de comunhão enquanto Igreja.

A missa desta terça-feira será presidida pelo Pe. Giovani Momo, coordenador da Pastoral Vocacional da Diocese e responsável pelo Curso Propedêutico no Seminário de Fátima. O tema é: unidos na vivência da fé.

Pe. Cleocir Bonetti, Vigário Geral da Diocese, presidirá o 6º dia da novena, nesta quarta-feira, que terá como tema: “unidos na vivência da esperança”. (Com informações e fotos do Pe. Anderson Faenello, Pároco da Paróquia São Cristóvão).

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais