Comitiva da AMAU participa da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios

Uma comitiva formada por prefeitos, vice-prefeitos e secretários municipais, liderada pelo vice-presidente da AMAU e prefeito de Marcelino Ramos, Juliano Zuanazzi, participa da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que iniciou na segunda-feira, 21 de maio.

O evento, promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), teve a abertura oficial na terça-feira, 22, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB). Durante os quatro dias de evento, com o tema “Compromisso com o Brasil”, mais de cinco mil gestores públicos vão debater a pauta municipalista, com a presença de autoridades governamentais e parlamentares de todos os Estados.

A programação prevê a realização de arenas temáticas para abordar questões em áreas como as da educação, saneamento básico, turismo, saúde, cultura, trânsito, defesa civil, administração, entre outras.

Conforme o vice-presidente da AMAU e prefeito de Marcelino Ramos, Juliano Zuanazzi, uma pauta importante que os presidentes do Senado, Eunício Oliveira, e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, estão defendendo, é a alteração dos valores base para as licitações. Segundo o prefeito Juliano, o valor atual é de mais de 15 anos atrás e não tem correção monetária. Ou seja, para comprar qualquer coisa acima de 8 mil reais precisa licitação. A mudança da lei objetiva corrigir este valor para padrões mais atuais.

A abertura na terça-feira, 22/05, contou com a presença do presidente da República, Michel Temer; presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, das Cidades, Alexandre Baudy, do Turismo, Vinicius Lummertz, e interino do Meio Ambiente, Edson Duarte; diretores da Confederação Nacional de Municípios; presidentes das entidades estaduais de representação municipal; Nick Fabiancic, representante da ONU Brasil; Jhon Abiud Ramírez, entre outras autoridades.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais