BRDE e Agência de Desenvolvimento desenvolvem acordo de cooperação no Alto Uruguai

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e a Agência de Desenvolvimento do Alto Uruguai – AD Alto Uruguai realizaram, em Erechim, de 9 a 11 de maio, a primeira oficina para operacionalização do Plano Estratégico de Desenvolvimento do Norte (PDR) 2015/2030. O encontro deu início, na prática, ao acordo de cooperação BRDE-Agência firmado em 2017, que prevê, entre outras ações, a apresentação de alternativas de financiamento para alcançar as metas de desenvolvimento econômico, social e ambiental sustentável, identificadas no PDR.

“Esta é uma ação piloto, inédita no BRDE. Estamos trabalhando fomento e captação de recursos ao mesmo tempo, junto aos municípios, com base no planejamento regional definido comunitariamente, de forma participativa e com envolvimento de agentes públicos, privados e da sociedade civil”, destacou o diretor de Planejamento e Financeiro do BRDE, Luiz Corrêa Noronha.

A solenidade de abertura contou com a presença do presidente do Conselho de Administração da Agência de Desenvolvimento, Eduardo Angonesi Predebon; do vice-presidente, Claudecir Bleil; do secretário de Desenvolvimento Econômico, Altemir Barp; do vereador, Alessandro Dal Zotto; do presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento do Norte (Credenor), Paulo Sponchiado e do prefeito de Marcelino Ramos e vice-presidente da Associação dos Municípios do Alto Uruguai (Amau), Juliano Zuanazzi, além de lideranças regionais e de instituições de ensino superior.

Na plenária inicial, no dia 9, o PDR 2015/2030 foi apresentado pelo presidente do Credenor, Paulo Sponchiado. Na sequência, Luiz Noronha expôs a visão do BRDE sobre planejamento regional e explicou as diferentes fontes de crédito para viabilizar investimentos. A metodologia proposta foi a seguinte: para cada eixo estratégico do PDR, selecionar projetos com diferentes tipologias e identificar, para cada um, uma alternativa de financiamento, seja com recursos de fontes nacionais ou internacionais.

“Esse acordo é de suma importância para o Rio Grande do Sul, pois é uma oportunidade de obtermos recursos para a execução dos projetos constantes no Plano de Estratégico, fundamentais para nossa região”, declarou o presidente do Conselho de Administração da Agência de Desenvolvimento do Alto Uruguai, Eduardo Angonesi Predebon.

Planejamento regional

Para o gerente Alexander Leitzke, há três pontos importantes nesse modelo de oficina. “A possibilidade efetiva de participarmos do planejamento regional, que é um dos objetivos estratégicos do BRDE; a maior visibilidade ao trabalho do banco nos municípios envolvidos; e a perspectiva de novas operações de crédito”, enumerou. Leitzke destacou também como aspecto positivo o envolvimento do novo gerente regional, Alexandre Barros, que assumiu o desafio de dar continuidade ao trabalho de Miguel Oliveira. “A partir dessa experiência piloto, poderemos replicar a estratégia e o modelo de atuação em outras regiões, reforçando o protagonismo do BRDE como agente do desenvolvimento sustentável”, reforçou. As oficinas ocorreram na sede da Faculdade Anglicana de Erechim (FAE).

No dia 10, os participantes dividiram-se em dois grupos: um para discutir projetos das áreas de segurança, infraestrutura, ciência e tecnologia e turismo, e o outro para educação, saúde, agricultura e indústria. A equipe técnica do BRDE forneceu informações e esclareceu dúvidas sobre alternativas de financiamento para os setores público e privado.

Comentários estão fechados.