Reforço na prevenção com a produção de álcool glicerinado

Os municípios da região da AMAU vão receber o produto gratuitamente para auxiliar no enfrentamento do Coronavírus

Uma das ações deliberadas pelo Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da AMAU foi á produção local de álcool glicerinado 80%, para suprir a demanda das Secretarias de Saúde e Hospitais da região do Alto Uruguai, tendo em vista a carência do mercado e os altos valores praticados.

Segundo a RDC nº 350 da ANVISA, que define os critérios e os procedimentos extraordinários e temporários para a fabricação e comercialização de preparações antissépticas ou sanitizantes em virtude da emergência de saúde pública internacional relacionada ao SARS-CoV-2, fica permitida, de forma temporária e emergencial, a fabricação e comercialização das preparações antissépticas ou sanitizantes oficinais dispostas a seguir: álcool etílico 70%, álcool etílico glicerinado 80%; álcool gel, álcool isopropílico glicerinado 75%, e digliconato de clorexidina 0,5%.

A produção está sendo realizada em planta instalada junto à UFFS – Universidade Federal da Fronteira Sul, em parceria com AMAU/Comitê, Olfar, Defesa Civil/Força Voluntária, Bebidas Koller, Z Brasil e a própria Universidade. A produção total será de 5 mil litros do produto, que está sendo embalado em frascos de 5 litros, para posterior distribuição a região.

Na manhã de quarta-feira, 22 de abril, começou a ser distribuído o primeiro lote de 1.000 litros, para as secretarias municipais de Saúde da área de abrangência da AMAU e da 11ª Coordenadoria Regional de Saúde, no propósito de auxiliar no enfrentamento do novo coronavírus. A utilização de álcool gel ou álcool etílico glicerinado é uma das ações preconizadas para prevenção da transmissibilidade da contaminação, juntamente com outras tantas medidas como: higienização das mãos, etiqueta respiratória, distanciamento social, etc.

Nesse primeiro momento serão ofertados gratuitamente 25 litros para as secretarias de Saúde e para o Banco de Sangue do Alto Uruguai Gaúcho. A produção de álcool local foi realizada com os recursos do Fundo de Reserva de Enfrentamento ao Coronavírus, que foi constituído com os valores repassados pelo Poder Judiciário da região (Erechim, Gaurama e São Valentim).

Para o prefeito de Gaurama e vice-presidente da AMAU, Leandro Puton, que realizou a interlocução com as Comarcas da região, as iniciativas de irmandade são relevantes nesse momento preocupante. “Precisamos encontrar os caminhos para superar a crise, que passa pela construção de parcerias, as quais fortalecem as ações de prevenção e combate à epidemia”.

Segundo o membro do comitê regional, Jackson Arpini, “somos sabedores da importância dos insumos nesse momento de enfrentamento a pandemia e ações a nível local ganham importância. Primeiro conseguimos suprir a demanda e estamos também adquirindo o produto a um preço bem mais acessível, considerando que os municípios e as casas de saúde (hospitais) estão em processo de gastos elevados, para dar conta de todas as necessidades de equipamentos de proteção individual e demais insumos” pontua Jackson Arpini.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais