Ensinar inglês para crianças é indicado por especialistas

Crianças conseguem aprender palavras em inglês com mais facilidade e a partir de 1 ano e meio. Veja como deve ser esse aprendizado

Em um mundo cada vez mais globalizado falar um segundo idioma é quase que fundamental para conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho e até mesmo para se comunicar. Por isso ensinar inglês para crianças está se tornando mais comum.

Estima-se que apenas 5% dos brasileiros sejam fluentes em inglês. Esse é um número bastante baixo e preocupante.

Parte desse problema pode estar relacionado ao desinteresse de aprender uma segunda língua, mas também ao fato de começar a estudar muito tarde.

Não há muito consenso em relação à idade mais adequada para se começar a aprender inglês, porém, todos os especialistas são unânimes em dizer que quanto mais cedo isso acontecer será melhor.

Isso porque as crianças mais novas tendem a absorver as informações que são aprendidas e replicam o que vem como parte de seu aprendizado. Com o passar dos anos essa habilidade vai se perdendo e fica mais difícil o aprendizado, tanto que adultos não conseguem aprender com tanta facilidade.

Estima-se que a partir de 1 anos e meio a criança já consegue aprender palavras em inglês e absorver essas informações. E se as repetições forem constantes, ela conseguirá se tornar fluente com mais facilidade ainda pequenas.

Os pais devem incentivar

Um erro dos pais é achar que por estar aprender inglês ainda na infância, elas não conseguirão lidar com dois idiomas simultaneamente, mas isso é um erro. As crianças conseguem aprender mais de uma língua ao mesmo tempo e fazer essa diferenciação.

Por elas não terem nenhum tipo de preconceito ou resistência ao aprendizado, quanto mais contato tiverem com o segundo idioma são grandes as chances de se tornarem fluentes quando adultas.

Outro fato constatado é que quanto mais novo se tem contato com esses sons e palavras, menores são as chances de ter um sotaque.

Para que esse processo tenha sucesso é preciso saber ensinar a criança, uma vez que nem sempre ele conseguirá entender o significado de todas as palavras, apenas saberá qual o som e como reproduzir, porém, isso também acontece com a sua língua mãe.

Ensinar inglês para crianças precisa ser lúdico

Para uma criança aprender palavras em inglês, o método de ensino precisa ser bem diferente de um adulto. Há muitos aplicativos online, como da Babbel, que podem ajudar a aprender de um jeito divertido.

Ela não deve entender aquilo como uma obrigação e se sentir reprimida por isso. O aprendizado deve fazer parte do seu universo, o de estar descobrindo o mundo.

A partir dos 18 meses já é possível incluir as palavras em inglês na vida da criança, mas isso precisa ser divertido. Tanto que um desenho que faz muito sucesso, “Dora Aventureira”, inclui um segundo idioma de forma sutil.

Para que a imersão seja constante e se possa ter o aprendizado desejado, algumas escolas se especializaram nesse tipo de ensinamento.

Para os pequenos tudo precisa ser uma brincadeira e isso é o que acontece nesses ambientes. Em alguns casos, os professores falam apenas em inglês para que haja uma imersão por completo.

A didática busca o lúdico e em um contexto que seja compreensível. Dessa forma, as crianças estarão brincando e não perceberão que se trata de uma aula ou um aprendizado.

As brincadeiras são um excelente caminho para que se consiga chegar ao objetivo esperado, muitos jogos podem ser utilizados.

As músicas também ajudam na assimilação e fera divertimento e até mesmo o envolvimento social.

Quanto mais lúdica for a aula, mais atenção será dedicada a ela e, sem perceber, os pequenos estarão falando uma segunda língua.

Os pais que já estão pensando no futuro dos seus filhos podem deixar os pequenos aprender palavras em inglês desde muito cedo e no futuro terão filhos fluentes em um segundo idioma.

Fontes: Jornal Dia a Dia, Novos Alunos

 

Comentários estão fechados.