Pavimentação da ERS 420 iniciará ainda este ano

Administração Municipal de Aratiba assinou nesta sexta- feira o contrato com a empresa vencedora da licitação

O vice- prefeito de Aratiba, Izelso Zin e o engenheiro Bruno Stephani, representante da empresa SETEP assinaram nesta sexta- feira,22, o contrato para pavimentar a ERS 420. É um trecho de 16 km que liga Aratiba à Volta do Uvá e abrirá um novo acesso do Alto Uruguai gaúcho ao Oeste de Santa Catarina. A Ordem de Serviço será feita nos próximos dias e a obra será iniciada ainda este ano.

O asfaltamento está orçamento em R$ 16 milhões. O vice-prefeito, Izelso Zin destacou a importância do momento. “Esta é uma rodovia estadual, mas por ser considerada fundamental para o desenvolvimento de Aratiba assumimos o asfaltamento. Este dia ficará na história de Aratiba e da região.A decisão do governo representa um protagonismo, uma nova forma de resolver os problemas que entravam o crescimento dos municípios”.

O prefeito Guilherme Granzotto explica que a obra  faz parte de um plano de ações para o aumento progressivo da arrecadação do município tendo em vista o fim da concessão da Barragem de itá, em 2031. Atualmente a hidrelétrica é responsável por uma boa parte da receita líquida do município, que chega a R$ 1,5 bilhão. “Aratiba vai perder no médio prazo e por isso temos que pensar estrategicamente agora para que a população não sofra o impacto quando o corte vier, por isso, além do incentivo à agricultura, temos que investir em outras frentes”, disse.  O governo  aposta no crescimento do turismo, que além da população flutuante, pode ser determinante para aumentar o numero de habitantes, desenvolver o comércio e a prestação de serviços.  A RS 420 deve ser transformada numa rota dos orgânicos, ampliando o mercado para os agricultores e ajudando a atrair turistas. Entre as demais ações estão o  primeiro loteamento social do município, com 171 terrenos , que começa a ser implantado a partir desta lógica desenvolvimentista. Para o prefeito, “a dignidade da moradia determina onde as pessoas querem viver e quanto mais pessoas, maior é o consumo e a circulação de dinheiro”.

Por parte da iniciativa privada, pelo menos dois investimentos apoiados e incentivados pelo município são o primeiro passo para concretizar o projeto turístico.  Um condomínio fechado na saída para Erechim, com água termal e campo de golfe está implantando  200 moradias  e com o asfaltamento da RS 420, uma empresa pretende instalar um resort à beira do lago num investimento de mais de R$ 200 milhões. Atualmente o projeto está em fase de licenciamento ambiental. Todas estas ações deixam Granzotto otimista. “Estamos construindo o nosso futuro. Aratiba tem condições de se desenvolver e sobreviver à dependência da barragem”.

Comentários estão fechados.