Irmãos Sartori conquistam o “oscar” do automobilismo nacional

Capacete de Ouro é a mais importante premiação do esporte no País

O ano de 2019 tem sido de intensos desafios e conquistas para a equipe Sartori Rally Team, de Erechim, RS. Primeiro, o projeto de mudança de carro, trazendo ao Brasil o VW Polo Maxi Rally, o mais atual projeto de rali de velocidade no País. Depois, a retomada das competições, com foco nos campeonatos Gaúcho e Brasileiro.

E o fim de ano reservou título em ambas competições. Para selar um 2019 muito positivo, a dupla Juliano e Rafael Sartori conquistou nesta semana, o Capacete de Ouro, premiação entregue pela revista Racing e a mais importante do automobilismo nacional. Diversas categorias foram premiadas, entre elas o rali de velocidade, onde a dupla gaúcha levou o prêmio.

“Estamos muito felizes pela indicação e posteriormente com a conquista do Capacete de Ouro. Acredito que isso consolida nossa temporada e a fecha com chave de ouro. Foi um ano que planejamos, reestruturamos a equipe, fomos em busca dos objetivos que eram os títulos do Gaúcho e Brasileiro. Vejo que o Capacete de Ouro premia nossa evolução no esporte ao longo destes anos, grava nosso nome como uma dupla importante na história do rali de velocidade brasileiro”, pontua o piloto Juliano.

“O reconhecimento que tivemos na cerimônia de premiação do Capacete de Ouro, mostra que somos muito competitivos e um nome forte no cenário automobilístico brasileiro, algo conquistado ao longo dos anos. Logicamente que este é um prêmio onde temos que agradecer a família, ao trabalho de toda nossa equipe e ao público que torce e vibra conosco nos ralis”, amplia o piloto.

Mas Juliano acredita também, que a premiação traz novas responsabilidades. “Nos desafia a trabalhar ainda mais para 2020, com empenho, responsabilidade buscando grandes resultados, tenho certeza que nosso desafio ficou ainda maior para o próximo ano”, pondera o piloto.

Juliano também ressalta a necessidade de aprimoramento do VW Polo MR, um carro que chegou ao Brasil no final de 2018 e está entre os projetos mais modernos do esporte no Brasil. “Temos evoluções a fazer, trabalhar o desenvolvimento do carro e talvez consigamos estar em Marcelino Ramos (última etapa do Campeonato Gaúcho, em 7 de dezembro) e já realizar alguns testes, que serão importantes, projetando a temporada 2020”, completa Juliano.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais