Unimed Erechim conquista Selo Ouro de Governança e Sustentabilidade

Certificação nacional realiza diagnóstico da gestão sob aspectos sociais, ambientais e econômicos

A Unimed Erechim conquistou, pela terceira vez consecutiva, o Selo Ouro Unimed de Governança e Sustentabilidade. O reconhecimento é concedido pela Unimed do Brasil e avalia aspectos de governança e gestão; requisitos econômico-financeiros; e boas práticas de mercado. A premiação ocorreu no dia 17 de agosto, durante o Seminário de Sustentabilidade, promovido pelo Instituto Unimed/RS, em Porto Alegre. A cooperativa médica foi representada pelo presidente Alcides Mandelli Stumpf, diretor Técnico, Elcio Marcos Zanardo, coordenadora do Instituto Unimed Erechim, Ana Beatriz Cosel Zampieri, gerente Alessandra Sonda e colaboradores.

 

De acordo com a Unimed do Brasil, as condutas avaliadas refletem as exigências dos órgãos regulatórios e mobilizam as Unimeds para a busca do equilíbrio entre as saúdes econômica, social e ambiental.

 

Para o presidente Alcides Mandelli Stumpf, a certificação proporciona um diagnóstico da gestão e impulsiona melhorias que se refletem na satisfação de clientes, cooperados, colaboradores, prestadores, fornecedores e sociedade. “A manutenção do Ouro demonstra maturidade na gestão. Para nós, prêmios e certificações são ferramentas valiosas que permitem identificar e priorizar ações essenciais – e até mesmo inovadoras – na condução da operação”, explica o dirigente.

 

Conforme a coordenadora do Instituto Unimed Erechim, médica Ana Beatriz Cosel Zampieri, o Selo conduz o Sistema à melhoria contínua. “Sempre prezando pela conduta ética, transparente e em conformidade às exigências dos órgãos regulatórios”, afirma.

 

A edição 2018 do Selo Unimed de Governança e Sustentabilidade contou com a participação de 182 Unimeds, o que representa 50,8% das 358 que compõem o Sistema. No Rio Grande do Sul, 54 cooperativas foram avaliadas: 20 delas alcançaram o Selo Ouro, 26 o Selo Prata e 8 o Bronze. O processo de certificação é realizado a cada dois anos, com revisões anuais.

 

Comentários estão fechados.