Emater Solidária – Projeto Sabão Solidário beneficia famílias de Erechim e indígenas de Erebango

Através do projeto Sabão Solidário, estão sendo produzidos barras de sabão que serão distribuídas para 200 familias de Erechim e famílias indigenas Guarani de Erebango. A ação faz parte de uma parceria entre o Instituto Federal do Rio Grande do Sul – Campus Erechim (IFRS), Emater/RS-Ascar, através do Escritório Regional de Erechim, e Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), juntamente com a Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), que busca através de uma ação integrada o enfrentamento à Covid-19.

Na quinta-feira (18/06), a coordenadora do projeto Sabão Solidário pelo IFRS, Carine Popiolek, juntamente com as extensionistas da Emater/RS-Ascar, Nádia da Rosa e Melania Tesser, e o supervisor microrregional Valdir Zonin, fizeram a entrega simbólica para um grupo familias do Distrito Capo Ere de Erechim. Foram distribuídos 140 pacotes, com barras pesando meio quilo cada. O sabão foi entregue com um folder, produzido pela Emater/RS-Ascar, contendo receitas de produtos de limpeza e orientações sobre higienização. Carine destacou a importância da utilização do sabão para higienização das mãos no combate ao coronavírus. Segundo ela, a Instituição também está produzindo materias como álcool gel e máscaras, que serão distribuídos em hospitais, por meio de outros projetos.

Na sexta-feira (19/06), as barras de sabão foram entregues para indígenas Guarani da Reseva Indígena Mato Preto, em Erebango. Os kits com sabão e receita foram entregues na Unidade Básica de Saúde (UBS) para o cacique Joel Pereira, que repassou às famílias no local. O material foi entregue pelos extensionistas do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Erebango, Doriane Damin e João Paulo Meneses, acompanhados da extensionista rural Nádia da Rosa, juntamente com a professora da Instituto Federal, Denise Olkoski. Na oportunidade, o IFRS também fez a entrega de cestas básicas, que foram repassadas com o kits de sabão e receitas. O cacique Joel Pereira agradeceu à Emater/RS-Ascar e ao Instituto Federal. “A ajuda sempre vem em boa hora”, disse, ao agradecer em nome das famílias beneficiadas.

A extensionsita Nádia da Rosa observou que das 200 famílias contempladas, cem delas (50 de Erechim e 50 de Erebango) integram o projeto socioassistencial executado pela Emater/RS-Ascar, que visa atender famílias em vulnaberilidade, visando à inclusão social e produtiva, bem como a defesa e garantia de direitos das famílias que vivem no meio rural, potencializando o desenvolvimento social.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais