Pizzada Beneficente dos Amigos da Alegria é um sucesso

Apesar do frio e tempo chuvoso do último final de semana em Erechim, o evento promovido pelos Amigos da Alegria pra arrecadar fundos para a formação dos voluntários foi um sucesso de vendas. A comunidade aceitou em peso o convite da Pizzada Beneficente que agora vai refletir diretamente no trabalho junto aos pacientes portadores de câncer e seus cuidadores.

Durante a entrega das 300 pizzas, na sala da antiga Biblioteca Pública, a recepção ficou a cargo dos voluntários: entre as pilhas de caixas de pizzas, os Amigos da Alegria não economizaram na distribuição de abraços e sorrisos em agradecimento à comunidade.  A voluntária do grupo, Rosangela Cornelio, conta que “o dia começou com 6°C e uma chuva fininha. Fomos cedo arrumar a sala e, enquanto os voluntários chegavam, a alegria e animação vinham junto! Trocamos abraços e sorrisos não só com quem foi pegar a pizza, mas também com os pedestres que passavam ali em frente à sala. Muitos curiosos pararam pra ver o que estava acontecendo, e outros ainda pediram se podiam comprar as pizzas. A nossa recepção foi calorosa tanto quanto das pessoas que foram pegar as pizzas”. Os voluntários também se deslocaram até o carro para fazer a entrega, em virtude do dia chuvoso.

“Adorei a animação na entrega das pizzzas! Vocês fazem um bem danado!”, comentou Realda Perin Tedesco. “A alegria recebida na entrega da pizza valeu por um rodízio inteiro!”, enfatizou Belanice Pavan. Já Rafaeli Della Costa Cechet disse querer deixar registrado “nosso agradecimento a todos do grupo Amigos da Alegria. Adorei a recepção com sorrisos, música e alegria! Espero que o projeto de vocês receba cada vez mais apoiadores, com a mesma generosidade dos doutores Juliano e Caroline Sartori”.

Com o Marmitex, promovido em abril do ano passado, e a Pizzada, do último sábado (19), os Amigos da Alegria agradecem a participação da comunidade em promoções que visam o apoio financeiro mas, principalmente, a doação ao próximo através das visitas aos doentes nos hospitais. “Cada um de nós não espera nada do que faz, mas a gente deixa em aberto para que o Universo se encarregue de nos trazer aquilo que nós merecemos”, refletiu a voluntária Janice dos Santos. As pizzas que foram vendidas e não foram retiradas seguiram em doação para o Lar da Criança.

Comentários estão fechados.