Cruzaltense recebe 230 alunos que estudam nas escolas municipais

O município recebeu os 230 alunos que estudam nas escolas municipais Osório Duque Estrada e Mário Quintana na segunda- feira (19), para o início do ano letivo. Na escola Osório Duque Estrada, que atende alunos da Educação Infantil até o 5º ano, para muitos, o momento é de novidade. Durante a semana, muitas mães permanecem na escola, que atende crianças a partir dos três anos, para acompanhar a adaptação.

Na Escola Mario Quintana são atendidos os alunos do 6º ao 9º ano em turno integral. Todos os estudantes tem acesso a transporte escolar e recebem uniformes. Nos dias que antecederam o início do ano letivo, os professores participaram de encontros de formação. Os especialistas da Sala de Aula Tecnologias em Educação abordaram temas como expressão corporal, musicalidade e psicomotricidade para educação infantil até os anos finais do Ensino Fundamental.

A psicopedagoga Silvana Sassi, Pós-Graduada em Psicopedagogia Clínica e Institucional pela UPF e em Gestão Educacional UFSM, abordou assuntos que desafiam os professores. Na palestra “Disciplina presente, indisciplina ausente”, discutiu com os professores o que é disciplina, indisciplina e indagação. Para Silvana, “a indisciplina é uma das grandes dificuldades apontadas pelos especialistas e professores no exercício da sua atividade de sala de aula, tornando-se a busca constante por estratégias de enfrentamento do problema e o aperfeiçoamento das competências de gestão de sala de aula para prevenção da indisciplina, uma realidade necessária”.

O objetivo da formação é de capacitar os professores a fortalecer sua autoridade em sala de aula; diferenciar atos de indisciplina e atos de infração; experienciar técnicas de início da aula e manutenção da motivação dos alunos e conhecer estratégias para incentivar a mudança de comportamento por parte de alunos com dificuldades de adaptação à rotina escolar.

A psicopedagoga Silvana Sassi também participou da reunião pedagógica que reuniu a Secretaria da Educação, professores e a direção das duas escolas para planejar o ano letivo e elaborar o calendário escolar para 2018. Neste encontro, Silvana falou sobre o tema: “Espelho, espelho meu, que professor sou eu”.  Com o objetivo de “proporcionar a cada professor um momento de análise de sua própria atuação em sala de aula, desenvolvendo sua autoavaliação e senso crítico, perpassando obrigatoriamente pela autovalorização do ‘eu’ professor, incentivando que cada um idealize a imagem que quer ver refletida em seu espelho”, a formação buscou auxiliar o professor a identificar suas dificuldades de atuação em sala de aula, buscando soluções práticas e refletir sobre a necessidade de cada professor trabalhar e aperfeiçoar aspectos como a postura em sala de aula, apresentação, ética, entonação de voz, domínio de turma, controle da disciplina, criatividade, domínio de conteúdo.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais