Escolas estaduais terão de adotar sistema de avaliação com notas de zero a 10

Secretaria de Educação também vai implementar sistema eletrônico para acompanhar frequência de alunos e professores

A constatação de que a rede estadual de ensino perdeu a identidade ao longo dos anos, a ponto de uma escola ter dificuldade para entender o histórico de um aluno transferido de outra, levou a Secretaria da Educação a adotar uma série de mudanças que começam pela apresentação do boletim dos estudantes.

A partir deste ano, a avaliação em todas as escolas públicas estaduais será apresentada no formato de notas de zero a 10. A mudança é resultado do trabalho do diretor do Departamento de Educação, Roberval Furtado, um técnico nascido em Mato Grosso do Sul, que a secretária-adjunta Ivana Flores conheceu no Ministério da Educação.

Roberval se surpreendeu ao constatar que no Rio Grande do Sul não só a avaliação varia de escola para escola, como não existe padrão para a hora-aula.

— Temos hora-aula de 45, 48, 52, 58 e 60 minutos – confirma o secretário Faisal Karam.

A revolução silenciosa que está em curso na Seduc para garantir o essencial – que os alunos aprendam – é bem mais ampla. Passa pelo Diário Eletrônico, que permite o acompanhamento da frequência de alunos e professores e dos resultados em tempo real. Até julho, o sistema deverá estar implantado em 100% das escolas.   

Pelo aplicativo Escola Gaúcha, os pais poderão saber se seu filho foi à escola e como está o desempenho nas provas. 

Fonte: gauchazh

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais