Cobrança de tarifa para transportar pets será opcional em viagens intermunicipais no RS

Cabe a empresa de ônibus a aplicação facultativa de taxa extra de 50% do valor da passagem

A cobrança do adicional de 50% sobre o valor da passagem para transportar animais de estimação passará a ser opcional. A decisão foi tomada pelo Conselho de Tráfego do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER) – autarquia vinculada à Secretaria de Logística e Transportes do Estado – nesta terça-feira. Com isso, cabe as empresas decidirem se eliminam ou não a cobrança da tarifa aos seus passageiros.

A decisão do Conselho que modifica a obrigatoriedade da tarifa não altera outras exigências da Resolução 4.938/08. Ela determina que os animais transportados não podem ultrapassar o limite de 8kg, exceto cães-guia. Todos os pets devem ser levados em caixas específicas, não podendo ocupar assentos, e precisam contar com atestado do veterinário e carteira de vacinação. São permitidos até três animais por viagem – sendo dois domésticos e um cão-guia.

De acordo com o diretor de Transportes Rodoviários do DAER, Lauro Hagemann, o assunto entrou em pauta devido a uma solicitação da empresa Unesul. “Além de acatarmos o pedido, abrimos precedente para outros interessados entrarem em contato com a autarquia e aderirem à suspensão da cobrança”, ressalta o dirigente. “A expectativa é de que outros transportadores queiram adotar essa medida, levando em consideração que as pessoas estão cada vez mais apegadas aos seus mascotes.”

Fonte: Correio do Povo

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais