Scuderia Rossi fecha temporada 2017 de ralis com avaliação positiva

Time gaúcho tem importantes resultados em temporada que “superou expectativas”

29

Chegou ao fim a temporada 2017 de ralis para a equipe gaúcha Scuderia Rossi (Yokohama/Loewe/Rossi Esporte e Lazer), da dupla Claudio Rossi (São Leopoldo) e Eduardo Tonial (Estação).

O último compromisso foi a disputa do Rally da Graciosa, disputado no último final de semana, na região de Morretes, incluindo ainda passagem pela centenária cidade de Antonina, além de Quatro Barras, pelo Campeonato Brasileiro de Rali de velocidade.

Em um rali totalmente em asfalto e que passou também pela histórica Estrada da Graciosa, a equipe gaúcha não teve o resultado esperado. Depois de estar no pódio em todas as etapas anteriores, a equipe enfrentou problemas mecânicos no Mitsubishi Lancer e optou por abandonar a prova, evitando danos maiores ao carro.

“A última vez que andei no Rally da Graciosa foi em meados dos anos 90. Então, o que queríamos era tentar fazer a melhor prova possível, dentro da desvantagem que tínhamos contra concorrentes que andaram esta prova nos últimos anos”, destacou Rossi.

Mesmo não sendo possível completar a última corrida do ano, os resultados obtidos em 2017 animam a Scuderia Rossi. Em um ano que deveria ser de aprendizado, entrosamento de uma nova dupla, novo carro, o time conquistou o Campeonato Gaúcho na categoria mais forte, a RC2N, dos 4×4, e foi vice, na mesma categoria, no Brasileiro.

“Acredito que estamos de parabéns por termos chegado ao final da temporada com o carro intacto. Gostaríamos de andar a última etapa do Gaúcho, mas como houve alteração de data, não conseguiremos em virtude de compromissos previamente agendados. A partir de agora começamos a projetar 2018, certamente logo em seguida estaremos de volta”, enfatizou Claudio Rossi.

Outra conquista importante que a equipe teve este ano foi estar na final do prêmio Capacete de Ouro, entregue pela revista Racing, principal publicação do segmento e considerado o “Oscar do automobilismo brasileiro”. Na disputa, a dupla levou o Capacete de Prata. “Foi extremamente importante ter chegado a esta premiação, serve de motivação e foi a “cereja do bolo”, de uma temporada muito boa para nossa equipe”, encerra o navegador Eduardo Tonial.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.