Pedruca é imortalizado na Calçada da Fama

A homenagem ao atleta do Ypiranga foi feita durante as comemorações de 100 anos da Federação Gaúcha de Futebol

115

Na noite de sexta-feira (17) aconteceu na sede da Federação Gaúcha de Futebol a inauguração da “Calçada da Fama” e da galeria de árbitros gaúchos que apitaram em Copas do Mundo. O evento fez parte das comemorações de 100 anos da Federação Gaúcha de Futebol.

Entre os nomes que estão imortalizados na Calçada da Fama, está o do atleta do Ypiranga João Pedro Marques Tafernaberry conhecido pelo torcedor Canarinho como Pedruca. Ele defendeu o Ypiranga por 11 temporadas e faleceu no ano de 2016, aos 73 anos.

Estiveram presentes na inauguração Ederaldo Marcelo Tafernaberry, filho de Pedruca e o ex-presidente do Canarinho Antônio Dalprá, que representou a atual direção do Ypiranga na homenagem.

Ederaldo se mostrou bastante emocionado com a homenagem prestada a seu pai, que pela sua determinação, era conhecido como o “Leão da Montanha”, em alusão ao nome do antigo estádio do Ypiranga. “Foi muito difícil conter as lágrimas, lembrando que ele não faz mais parte do nosso mundo físico. Acredito que a FGF na sua grandiosidade fez uma justa homenagem àqueles que fizeram a história do futebol gaúcho. Parabéns Ypiranga principalmente ao atual presidente Tobata, que em conjunto com outros nomes, indicaram o meu pai. Agradeço em nome de minha querida mãe e Elvira e em nome dos meus irmãos Carlos Miguel e Juliana Cassia”, disse ele.

Ele ainda relembrou as características do seu pai dentro de campo. “Não consigo conter as lágrimas lembrando das pernas tortas, passes de cabeça precisos e lançamentos de quarenta metros com muita precisão. “Toma faz!”, ele dizia para os companheiros. Quero agradecer também a toda a nossa família que é e sempre foi e sempre será ypiranguistas, Tafernaberry, Pungan e Dal Prá, finalizou Ederando.

O representante do Ypiranga no evento, Antônio Dalprá, destacou a importância histórica que Pedruca teve para o Canarinho. “Aos torcedores mais novos, que não tiveram a oportunidade de ver o Leão da Montanha em atividade, no velho e saudoso Estádio da Montanha, eu posso dizer que o Presidente Tobata e diretoria tiverem muita felicidade em escolher este, que foi, a meu ver também, o maior numero 9 que vestiu nossa camisa verde amarela, sem demérito aos demais. Pedruca em campo era garra, vontade e muita qualidade técnica”, ressaltou ele.

Dalprá ainda comentou a importância da FGF reconhecer as pessoas que ajudaram a construir a história do futebol no Rio Grande do Sul. “Ressalto a importância desse reconhecimento, pela FGF, aos homens que ao longo desses 100 anos, fizeram a historia do futebol gaúcho em todos os cantos desse estado. Parabéns Francisco Noveletto pela iniciativa, parabéns FGF pelos seus 100 anos de história, parabéns Pedruca, seu nome jamais será esquecido, está gravado na pedra, por todos os tempos, para a alegria de todos os Ypiranguistas”, finalizou.

Você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.