Está ocorrendo queda de luz, não está, está sim, não está não…

I
Nas últimas semanas recebi reclamações sobre quedas de luz em diferentes pontos da cidade. Também encontrei o mesmo tipo de queixa nas redes sociais e em grupos de whatsapp, a maioria delas se referindo principalmente aos bairros Cerâmica, Zimmer, José Bonifácio, Bela Vista e centro, geralmente em uma rua inteira ou envolvendo diversas residências.
Então acompanhei o problema em um condomínio fechado, onde existem pelo menos quatro moradias e as quedas também estariam atingindo uma igreja ao lado e algumas moradias próximas. No local, geralmente as lâmpadas ficam em meia fase, reacendem em watts maiores que a capacidade, brilhando intensamente, apagam e repetem esse processo várias vezes até que a energia caia de vez. Em quatro ou cinco situações a RGE foi acionada e restabeleceu a luz mexendo em um poste na rua, mas como a equipe geralmente leva horas para chegar, a paciência dos moradores vai se esgotando.
Em uma noite da semana passada estive no local quando o fato ocorreu e filmei as luzes acendendo fortemente, apagando e ficando em meia fase. Fui para o lado de fora e a situação me lembrou daqueles antigos filmes de fantasmas. Foi uma cena meio assustadora ver as luzes das quatro moradias piscando ao mesmo tempo, inclusive as dos postes que iluminam o pátio do condomínio.

II
Então entrei em contato com a Assessoria da RGE, primeiro por telefone e depois via email, solicitando uma explicação para o fato e me foi pedido o endereço de pelo menos um local que estivesse com problema. Enviei dois. Um no bairro Zimmer, onde estariam ocorrendo constantes e curtas quedas de luz e outro do condomínio onde estive, inclusive anexei um dos vídeos que fiz com as lâmpadas funcionando de forma estranha.
Nesta segunda-feira, 16 de julho, veio a resposta: “A RGE informa que não foram detectados problemas nos clientes dos códigos citados. A distribuidora pede que os clientes entrem em contato por meio dos seguintes canais de atendimento”, e a mensagem finaliza com os endereços dos tais canais: site, telefone, App, IOS e Android.
Aparentemente as reclamações nas redes sociais, grupos de whatsapp e as que chegaram a mim ou não existem ou fazem parte de uma situação que não envolve a responsável pela distribuição de energia. Parece que os clientes simplesmente irão continuar a sofrer com o problema, que, supostamente, já teria resultado inclusive na queima de aparelhos.
Vale lembrar que há poucos meses o Procon de Erechim chegou a realizar reunião com a direção da RGE por causa das constantes reclamações sobre quedas de luz na cidade, porém, pelo que foi dito em nota divulgada à época pelo órgão municipal, o encontro acabou com o mesmo resultado que a minha investida, ou seja, em nada.

 

Por Alan Dias

Comentários estão fechados.