UFFS e Incubadora Tecnológica de Erechim articulam parceria

Representantes das instituições estão em diálogo para o desenvolvimento de trabalhos em conjunto

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico estão dialogando sobre uma possível parceria entre a Instituição e a Incubadora Tecnológica de Erechim. No início do mês, representantes da UFFS visitaram a sede da Incubadora. Na última sexta-feira (18) foi a vez de a Universidade receber a equipe da Secretaria, incluindo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Altemir José Barp.

No primeiro encontro, realizado no dia 4, os representantes da Universidade apresentaram um pouco dos projetos em desenvolvimento na Instituição e, também, conheceram um pouco mais das possibilidades de atuação da Incubadora. A equipe da UFFS foi recebida pelo diretor de Desenvolvimento das Relações Institucionais Socioeconômicas da Secretaria, Reinaldo Sartore, e pelo gestor local da Incubadora, Diego Luiz Andretta. O diretor do Campus da UFFS, Anderson Ribeiro, foi acompanhado pela coordenadora acadêmica Juçara Spinelli, além do coordenador adjunto de Pesquisa e Pós-Graduação, Eduardo Korf; do coordenador adjunto de Extensão, Bernardo Berenchtein; e da professora Débora Locatelli.

Na sexta-feira (18), os representantes da Secretaria e da Incubadora tiveram a oportunidade de conhecer a estrutura da UFFS – Campus Erechim, principalmente os três pavilhões de Laboratórios, além da Biblioteca e outros espaços.

Dos encontros surgiram algumas ideias de trabalho integrado. Como exemplo, a empresa júnior do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, a EngTech Jr, foi citada tendo em vista a possibilidade de promover, às empresas já incubadas, prestação de serviços e consultorias, como o gerenciamento de resíduos. Outra sugestão seria a inserção de projetos do curso de Geografia a partir de estudos de geoprocessamento, por exemplo.

Os representantes da UFFS ainda apontaram que a Incubadora poderia auxiliar os egressos no processo de constituição de pequenas empresas, podendo a entidade destinar espaços e ajuda especializada nos primeiros passos dos novos profissionais. Do outro lado, a Incubadora também pode ser beneficiada com a utilização dos laboratórios e equipamentos da UFFS. A Universidade também não descarta a ideia de elaborar uma seleção interna para os projetos a serem desenvolvidos na Incubadora. Como próxima etapa, a Incubadora ficou de encaminhar um documento que formalize o pedido da parceria.

Comentários estão fechados.