Ypiranga em busca da primeira vitória na Série C

Após estrear na Série C do Campeonato Brasileiro com derrota fora de casa para o Joinville por 1 a 0, o Ypiranga volta a campo neste domingo, 22 de março, às 15h, contra o Operário, no estádio Colosso da Lagoa, em Erechim. Uma vitória é imprescindível para que o time de Márcio Nunes marque os primeiros pontos na competição nacional, uma vez que, pontuar dentro de casa é fundamental para realizar uma campanha sólida.

Na partida contra o JEC no último domingo, dia 15 de abril, o Canarinho conseguiu fazer um enfrentamento de igual para igual contra um adversário que é apontado por todos como um dos times mais fortes do Grupo B. A partida de estreia do Ypiranga dá sinais positivos de que mesmo com dificuldades financeiras, é possível fazer uma boa campanha no certame nacional. Quem sabe, não fosse a expulsão injusta do zagueiro Saimon, o time verde-amarelo poderia ter retornado de Santa Catarina com pelo menos um ponto na bagagem.

Mesmo sabendo que o objetivo principal do Canarinho seja a manutenção na Série C, o clube não está impedido de fazer uma boa campanha e quem sabe buscar a inédita classificação para as quartas de final. Em 2015, quando conquistou o acesso da Série D para a Série C, a equipe havia sido montada 45 dias antes da estreia e poucos acreditavam que um dos times mais baratos dos últimos anos pudesse alcançar um dos feitos mais importantes da história do clube.

Divisão de Acesso

Já classificado para as quartas de final da Divisão de Acesso, o Ypiranga tem como objetivo nestas últimas rodadas da primeira fase, jogar pela manutenção da liderança do grupo B. Em um cenário onde os adversários podem ser Aimoré, Pelotas, Inter SM e Lajeadense, é sempre melhor decidir a classificação dentro do Colosso da Lagoa. Na próxima quarta-feira, 25 de abril, às 15h30min, o Canarinho encara o Tupi, no estádio Rubro Negro, em Criciumal, em mais um jogo antecipado do certame estadual.

Márcio Nunes

Tratado com desconfiança quando foi anunciado como o treinador para conduzir o Ypiranga na Divisão de Acesso, Márcio Nunes, vem dia a dia tirando a palavra desconfiança do vocabulário dos torcedores, imprensa e até mesmo de alguns dirigentes. O comandante técnico tem parte importante nesta vaga antecipada para as quartas de final da Divisão de Acesso. Márcio Nunes foi uma convicção do gerente de futebol, Renan Mobarack, e logo após a partida contra o Joinville, a imprensa catarinense elogiou muito a organização tática montada pelo treinador Canarinho.

Goleiro

A direção do Ypiranga acerta em trazer um goleiro experiente para assumir a titularidades do time no restante da temporada. O goleiro Gritti tem potencial, mas acredito que precisa melhorar sua saída de gol para poder, de fato, assumir em definitivo a meta do Canarinho. Apesar de ser um dos goleiros menos vazados da Divisão de Acesso, o departamento de futebol foi ao mercado buscar um arqueiro experiente e que pudesse dar maior tranquilidade e segurança ao sistema defensivo. Apesar da direção não dizer publicamente, Rodrigo, ex-Avenida, foi contratado para ser o dono da camisa 1.

Surpresa

Destaque nas categorias de base, onde foi artilheiro, o jovem atacante Joãozinho vem se destacando também no time principal do Ypiranga nesta temporada. O atacante de apenas 19 anos marcou dois gols na Divisão de Acesso e tem conquistado cada vez mais espaço. Apesar de ter atuado como centroavante na base, Joãozinho tem se destacado pela velocidade. A baixa do atacante Café, bem como, a lesão de William Ribeiro, abriu espaço para que o jovem prata da casa pudesse mostrar suas qualidades. Algum tempo atrás, antes mesmo de se destacar no profissional, Joãozinho despertou o interesse da Chapecoense. Apesar da chegada de alguns bons atacantes, não se pode brecar a ascensão do garoto.

Michel, o goleador

O campeonato gaúcho terminou com o Grêmio campeão e Michel, do São Luiz de Ijuí, como artilheiro, com oito gols marcados, dois a mais que o segundo colocado. Contratado pelo Ypiranga para ser o substituto de João Paulo em 2017, Michel fez apenas um gol durante os 19 jogos que atuou com a camisa Canarinho. Na edição 2018 do Campeonato Gaúcho, o atacante repetiu o que fizera em 2015, quando vestindo a camisa do Passo Fundo foi artilheiro do estadual. O tempo mostra que os dirigentes passados do Ypiranga não estavam tão errados na contratação de Michel. Hoje, o jogador está vestindo a camisa do Brasil de Pelotas, na Série B do Brasileiro. O futebol tem dessas coisas.

Por Fabio Lazzarotto 

Comentários estão fechados.