Pausa na Liga: Atlântico terá o próximo compromisso em maio

Depois de dois jogos fora de casa pela Liga Nacional de Futsal, o Atlântico volta a Erechim onde terá cerca de duas semanas de trabalho antes do próximo compromisso dia 05 de maio, contra a Assoeva, no Caldeirão do Galo. Após sequência de cinco jogos pela competição nacional, o treinador Giba terá 14 dias para corrigir alguns erros antes de voltar para o restante da temporada, que ainda contará com o campeonato estadual e a Taça Brasil.

Parada longa

A grave lesão do ala Cleber do Atlântico, que rompeu ligamento do joelho, deverá afastá-lo das quadras por um longo período. Segundo alguns especialistas, uma lesão como a sofrida pelo jogador do Galo representa uma parada de cinco a seis meses. Por se tratar de um jogador jovem, é possível que o processo de recuperação seja um pouco mais rápido. Cleber vinha sendo tratado como uma das promessas do clube para a temporada 2018.

Saco de pancadas

O representante do Pará na Liga Nacional de Futsal, Shouse, tem sido o saco de pancada da edição 2018 do certame nacional. Em quatro jogos disputados, o time do norte do país já acumula a marca histórica de 42 gols sofridos, ou seja, uma média de 10,5 gols sofridos por cada partida disputada na competição. Na segunda rodada da Liga, o Galo erechinense foi o responsável por aplicar 14 dos 42 gols que o clube paraense levou até o momento. Agora, todos os adversários do Shouse veem nele uma possibilidade de fazer saldo. É uma pena, mas esta é a realidade do futsal no norte do país.

Por Fábio Lazzarotto

Comentários estão fechados.