Sobe para 56 número de casos de coronavírus no RS

A Secretaria Estadual de Saúde disse, nesta sexta-feira (20), que 12 novos casos de coronavírus foram registrados.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, afirmou que o Estado entrou em situação de transmissão comunitária de coronavírus. Esse cenário ocorre quando não é possível identificar a origem da contaminação de uma pessoa. Minutos depois, o governo federal declarou que esse tipo de transmissão acontece em todo o território nacional.

Até as 21h desta sexta-feira (20), o Estado contabilizava 56 casos confirmados.  Entre os novos pacientes está uma menina de cinco anos de idade, em Porto Alegre.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), essa criança tem histórico de viagem a São Paulo e está cumprindo isolamento domiciliar neste momento. Como a menina foi atendida na rede particular de saúde, a prefeitura não tem, até o momento, mais detalhes sobre o histórico dela.

Os novos casos são:

  • Mulher, Charqueadas, 31 anos
  • Menina, Porto Alegre, 5 anos
  • Homem, Porto Alegre, 41 anos
  • Homem, São Leopoldo, 61 anos
  • Homem, Taquara, 80 anos
  • Homem, Dois Irmãos, 39 anos
  • Mulher, Eldorado do Sul, 54 anos
  • Homem, Canoas, 22 anos
  • Homem, Porto Alegre, 34 anos
  • Homem, Alvorada, 44 anos
  • Homem, Torres, 41 anos
  • Homem, Canoas, 40 anos

Ao justificar a classificação de transmissão comunitária, Leite destacou que o número de pacientes com a covid-19 aumentou no Estado e o fato de municípios gaúchos registrarem casos de transmissão local.

— Essa condição foi discutida no COE, que é o Centro de Operações de Emergência, com a nossa equipe técnica, com as diversas autoridades de saúde, que compõem nosso centro de operações de emergência. Daí em diante, se altera o foco da nossa vigilância em saúde no Rio Grande do Sul, focando na investigação e na atuação sobre os casos de síndromes respiratórias agudas — explicou Leite.

O governador também afirmou que a mudança de situação também terá impacto nas restrições à população no Estado. O chefe do Executivo gaúcho informou que medida que trata sobre a restrição de todas as praias do litoral do Estado e das águas internas (rios, lagos, lagoas etc.) será publicada via decreto.

— Não poderão ser utilizadas porque não é veraneio. Não é férias. É quarentena e restrição por restringir o contato entre as pessoas — pontuou.

Fonte: GaúchaZH 

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais