Otimismo após a primeira partida das quartas de final da Liga Nacional de Futsal

O primeiro jogo entre Atlântico e Joinville pelas quartas de final da Liga Nacional de Futsal terminou empatado (1 a 1), mas deixou jogadores, comissão técnica e torcedores com o sentimento de que é possível voltar de Santa Catarina classificado para a semifinal. É inegável a qualidade do time do JEC, porém, não é nenhum bicho papão. Acredito que nenhuma das equipes jogou tudo aquilo que pode, mas fiquei otimista quanto as possibilidades de classificação do verde-rubro.

A chegada do técnico Giba deu um novo ânimo ao grupo de jogadores do Atlântico, mas o time ainda mantém muito presente a filosofia de trabalho do treinador Sérgio Lacerda. Giba está tentando mudar isso, mas não é uma missão fácil, afinal, foram oito meses do trabalho de Lacerda. A entrevista coletiva de Giba depois da partida contra o JEC foi clara, ele quer dar mais intensidade ao grupo e fazer com que a bola e os jogadores rodem em quadra.

Os erros de passes no início das jogadas é uma amostra da tentativa de Giba em querer mudar. A forma do Atlântico jogar se resumia as jogadas individuais e as triangulações de Keké e Café, mas o novo comandante técnico está tentando fazer com que a bola passe de pé em pé até chegar ao gol. O lance do gol de empate contra o Joinville marcado por Murilo, mostrou a intenção do técnico.

 

Opostos

É impressionante a frieza do goleiro do Atlântico, Djony, durante as partidas do Galo. O perfil tranquilo e frio tem dado segurança ao time em jogos decisivos como foi contra o Joinville no último final de semana. Se por um lado o arqueiro é um gelo de tão frio, o capitão Keké é o oposto do seu companheiro de equipe. Além de liderar o grupo de jogadores, Keké também é responsável por comandar o torcedor nas arquibancadas e meter o dedo na cara do adversário quando necessário.

 

Liga Gaúcha

Neste sábado, 21, às 19h, Atlântico e Sobradinho se enfrentam pelo jogo da volta das quartas de final da Liga Gaúcha de Futsal, no Caldeirão do Galo, em Erechim. No primeiro confronto o Galo venceu o time comandado pelo treinador Cigano por 4 a 1. Sem menosprezar o adversário, mas até os jogadores do Sobradinho sabem que vem para a Capital da Amizade para cumprir tabela. O Galo, time de melhor campanha no estadual, não vai deixar escapar a classificação diante do seu torcedor. A única zebra até então, nos quatro jogos realizado pela Liga Gaúcha, foi a derrota da ACBF para o Guarany de Espumoso por 4 a 3.

 

Por Fabio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais