Bebê que nasceu com 755gr recebe alta no Hospital Santa Terezinha

PEQUENA EM TAMANHO MAS FORTE COMO UM SUPER HERÓI, essa é a frase que define ANA VITÓRIA, vinda ao mundo no dia 29 de novembro de 2017 com 26 semanas de vida e pesando apenas 755gr na Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim.

A história desta pequena heroína representa tantos outros pequenos heróis nascidos antes da data planejada por suas famílias.

Os bebês são considerados prematuros quando nascem antes das 37 semanas de gestação (36 semanas e 6 dias). Como o organismo deles ainda não está complemente desenvolvido, precisam de cuidados redobrados. Conforme a Dra. Silvia Regina Hoffmann, médica Intensivista em Neonatologia e coordenadora da UTI Neonatal, os problemas da prematuridade vão além do baixo peso, pois a imaturidade de seus órgãos e sistemas torna seu corpo mais vulnerável. “As medidas preventivas do parto prematuro iniciam com a detecção precoce da gravidez, com acompanhamento pré-natal regularmente, permitindo assim a detecção de eventuais intercorrências que se tratadas precocemente poderão prolongar a gestação” destaca a médica.

Ana é um exemplo de superação de tantas intercorrências decorrentes da prematuridade. Ao longo de 4 meses, travou muitas batalhas em sua pequena trajetória de vida, respirou com ajuda de aparelhos, onde permaneceu internada na UTI NEONATAL deste hospital, recebendo tratamento médico especializado, cuidados de enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, nutricionistas e assistência psicológica a família.

Segundo a Enfermeira Tatiana Bernardi, gerente de serviços da UTI e Especialista em Neonatologia, a UTI Neonatal da Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim atende uma média de 25 crianças por mês dos municípios da 11ª coordenadoria de saúde e da central de leitos do Estado, possuindo todos os recursos médicos necessários, profissionais especializados na área de enfermagem e equipamentos tecnológicos necessários ao suporte de vida e ao atendimento aos recém-nascidos prematuros, que são disponibilizados pela UTI NEONATAL da Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim.

Apesar de tantas incertezas, inúmeros procedimentos invasivos e não invasivos e entre lutas diárias pela vida, Ana venceu, e no dia 30 de março apenas um dia após completar 4 meses de vida, Ana, no colo do pai, finalmente conhecerá sua casa.

Deixa a todos da equipe desta UTI NEONATAL e desta Fundação Hospitalar, que conheceram sua história, um sentimento de saudade, mas acima de tudo uma sensação de dever cumprido, nos enchendo de orgulho por saber que no colo do pai e com muita saúde, Ana, pequena guerreira, mas forte como um super herói, vai finalmente conhecer sua casa, saindo do hospital com as informações e encaminhamentos necessários para continuar os acompanhamentos médicos e de equipes de saúde especializados.

 

 

Comentários estão fechados.