Estudantes do Barão cativam e são cativados pelo clássico “O Pequeno Príncipe”

“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”. A frase, dita pela raposa ao Pequeno Príncipe é apenas um dos trechos da história que também já cativou os estudantes da Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental do Instituto Anglicano Barão do Rio Branco (IABRB). As lições do clássico de Antoine de Saint-Exupéry estão sendo trabalhadas de várias formas com as turmas da escola: sacolas de leitura itinerantes, criação de textos, desenhos e até mesmo a reprodução do clássico em quebra cabeça gigante. A turma do 4º ano, por exemplo, refletiu sobre o que é felicidade e a resposta é dada com facilidade pelas estudantes Emily Machado de Oliveira e Lara Ana Três, “felicidade é família e também deixar os outros felizes”.

Na ação mais recente, realizada na tarde desta segunda-feira (18), as turmas do 1º ano, acompanhadas pelas professoras Clair Artifon Dallagnol e Tarcila Menegatt, distribuíram abraços nos setores administrativos do Barão, colocando em prática uma das lições da obra: os abraços podem ser dados a todo instante, mas precisam ser agradáveis. A ação faz referência ao abraço que o Pequeno Príncipe recebe da jiboia, apertado demais, já que a cobra mascara o interesse de devorar o curioso menino de cabelos dourados.

As turmas do Maternal e Educação Infantil conheceram a história no dia 7 de março. “Essa atividade deu início ao projeto do mês, intitulado ‘cativando o pequeno príncipe na escola’. O projeto abordará temáticas como o eu, a relação com o outro e a diversidade”, destaca a professora Francieli Iager. Cativar, tendo a história do Pequeno Príncipe como ponto de partida, é um dos projetos anuais da escola, “criar laços com as crianças e as famílias é o que dá sentido à escola”, justifica a coordenadora da Educação Infantil e Ensino Fundamental do Barão, Gisele Nickel.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais