Em abertura do ano letivo, presidente Alderi Oldra celebra professores e cobra melhores salários

Na última terça-feira (19), o presidente do Poder Legislativo, Alderi Oldra (PT), e a vereadora Eni Scandolara (Progressistas) representaram a Câmara Municipal na abertura oficial do ano letivo de 2019, em atividade realizada pelo Poder Executivo, através da Secretaria Municipal de Educação.

A atividade, realizada no Salão de Eventos da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI) – Campus Erechim, contou também com a presença do prefeito Luiz Francisco Schmidt, do vice Marcos Lando, da secretária de Educação Vanir Bombardelli, da coordenadora adjunta da 15ª CRE, Andreia Lazari Ascari, da vice-presidente do Conselho Municipal de Educação, Denise Sponchiado, da adjunta da secretaria Angela Socol e do Diretor Geral da URI, Paulo Roberto Giollo.

Em seu pronunciamento, o presidente do Legislativo celebrou o início de mais um ano para a comunidade escolar, mesmo diante das dificuldades enfrentadas atualmente. “Que bom poder recomeçar, pois quem sabe o que tem que ser feito dentro da sala de aula são os professores, pois nos preparamos para isso, mas o que nos preocupa é quando governos tomam decisões, a exemplo do não atendimento de cursos técnicos como do Colégio Haidée, situação que felizmente conseguimos reverter”, destacou.

Equiparação salarial

O presidente enfatizou, ainda, a necessidade do cumprimento da Lei nº 13005/2014, que dispõe sobre o Plano Nacional de Educação. Segundo ele, a meta que trata da equiparação salarial de professores em relação às demais categorias que trabalham em educação está longe de ser alcançada. “Hoje o salário dos professores é cerca de 50% menor que os destas categorias, como, por exemplo, contadores, engenheiros, nutricionistas e psicólogos. Legislativo e Executivo têm que unir esforços para começar a implementar isso, não estamos cumprindo a lei que foi estabelecida”, atentou Oldra.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais