Campanha de vacinação contra Covid segue em Erechim

A terça-feira (19) foi um marco histórico no combate a Covid-19 em Erechim, com a chegada das doses da CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantan e distribuídas pelo Ministério da Saúde, que vão imunizar o público prioritário no município. Ao todo, das 5.360 doses que vieram para o Alto Uruguai, Erechim ficou com 1.274, já que o total foi dividido entre os 33 municípios da região.

O ato simbólico que marcou o início da vacinação, com a imunização de quatro profissionais da linha de frente no combate a Covid-19, foi realizado logo após a chegada das doses e a campanha de vacinação já teve início na noite de terça-feira com a imunização de parte dos profissionais da linha de frente da ala Covid que atuam na Fundação Hospitalar Santa Terezinha e Hospital de Caridade de Erechim.

Ainda, na manhã de quarta-feira (20) foram imunizados profissionais da saúde da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Ala Covid, residentes e funcionários da Sociedade Beneficente Jacinto Godoy, mais conhecida como Lar Dos Velhinhos. Destaque para a senhora Inez Pereira da Cruz de 105 anos, que foi das internas a receber a dose. “Essa seringa vem carregada de esperança”, disse emocionada.

Conforme explica a responsável técnica do Setor de Imunização da Saúde e coordenadora geral da Secretaria de Saúde de Erechim, Leila Hofmann, serão vacinadas nesta primeira fase 1274 pessoas do grupo prioritário que deverão tomar a segunda dose em 21 dias.

Uma nova remessa da vacina para a região pelo Ministério da Saúde ainda não está prevista no Plano Nacional de Imunização para o combate à Covid-19.

Uso de luvas em campanhas de vacinação

A Prefeitura de Erechim, através da Secretaria de Saúde, vem a público esclarecer a população sobre o uso de luvas em campanhas de vacinação. “Para desmistificar a questão informamos que seguimos o informe técnico do Ministério da Saúde, com a utilização de todos os equipamentos de proteção individual como a máscara cirúrgica e avental para uso diário. Porém, conforme preconiza as normas técnicas, as luvas NÃO estão indicadas na rotina de vacinação. Luvas, na verdade, são equipamentos de proteção para quem executa o procedimento em situações específicas como, por exemplo, vacinadoras com lesões abertas nas mãos. Caso essa situação não ocorra, as mãos são higienizadas com uso de álcool em gel ou lavagem sempre antes e após aplicação das vacinas” esclarece Leila Hofmann.

Por Assessoria de Comunicação Social – ASCOM

Prefeitura Municipal de Erechim