Judiciário defere pedido da Corsan e patrimônio em Erechim será avaliado

O Judiciário deferiu cautelar da ação ajuizada pela Corsan que determina o prévio levantamento patrimonial da empresa em Erechim. A solicitação foi encaminhada pela Corsan a partir da intenção da prefeitura em licitar os serviços de água e esgoto.

No despacho, o Judiciário determina o levantamento de todo o patrimônio da Corsan em Erechim, tais como imóveis, estações de tratamento, redes, sedes administrativas e operacionais, maquinários, equipamentos, entre outros, tanto no aspecto quantitativo quanto no valor.

Não cabe mais recurso da decisão. Há poucos dias, uma sentença judicial determinou ao município de Novo Hamburgo indenização à Corsan no valor de R$ 130 milhões pela infraestrutura instalada, devido à municipalização dos serviços de água e esgotos em 1998.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.