Greve preocupa transporte escolar por não ter onde deixar as crianças

Nesta terça-feira (19), a Associação Erechinense dos Transportadores Escolares (AERTE), emitiu uma nota externando a preocupação com a greve dos professores.

A AERTE se solidariza com a causa dos professores, porém comunica que diante dessa indefinição, salientamos que existe uma questão importante a ser levada em consideração, não temos onde deixar as crianças, porquê os pais estão trabalhando e não podemos ficar com crianças dentro do transporte e nem deixá-las sozinhas, porque isto caracteriza abandono de incapaz. Então pedimos o entendimento que não se faça horário reduzido. Ou faz greve, ou, não faz greve. Caso resolvam fazer horário reduzido transportaremos nos horários normais. Conforme cronograma do transporte realizado pela prefeitura, seguiremos o mesmo, entra horário normal e saí horário normal. Esta decisão já é válida à partir de 20 de novembro de 2019.

Associação Erechinense dos Transportadores Escolares (AERTE)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais