Jackson Arpini: majoritária ou fora do governo?

Durante a Frinape o secretário de Saúde, Jackson Arpini, concedeu entrevista à Rádio Cultura. Falou sobre sua possível saída da secretaria até o final de dezembro e seu futuro político para as eleições de 2020. Apesar de não afirmar que realmente deixará a pasta em dezembro, ‘estilo Jackson de ser’, fiquei com a sensação que não está oficialmente definida sua saída do governo e, depende de uma conversa muito séria com o prefeito Luiz Francisco Schmidt.

Entendo que Arpini quer ouvir do prefeito porque os tucanos querem tanto no governo Rafael Ayub. Ainda, quem será o candidato do governo a majoritária pelo PSDB em 2020? Se o prefeito assumir o compromisso que Arpini será candidato à majoritária, ele continuará no governo e então, é só marcar o dia do anúncio da confirmação da sua estada na secretaria de Saúde.

Se Schmidt preferir não explicar porque os tucanos querem Ayub no governo, possivelmente deixará o governo e buscará outro partido, PR do deputado Paparico ou, o próprio Partido Progressista. Na Frinape o prefeito de Jacutinga, Beto Bordin, quando questionado sobre a possibilidade de Arpini se filiar no PP disse. “Nós vamos fazer o impossível para que Jackson filie-se aos Progressistas. O PP não pode perder a liderança de um Jackson”.

Talvez sua filiação tenha as bênçãos do Senador Luiz Carlos Raizer, do qual é muito amigo. Dessa forma, estaria livre para fazer parte de uma chapa majoritária em 2020.

Por Egidio Lazzarotto

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais