Jackson Arpini: majoritária ou fora do governo?

Durante a Frinape o secretário de Saúde, Jackson Arpini, concedeu entrevista à Rádio Cultura. Falou sobre sua possível saída da secretaria até o final de dezembro e seu futuro político para as eleições de 2020. Apesar de não afirmar que realmente deixará a pasta em dezembro, ‘estilo Jackson de ser’, fiquei com a sensação que não está oficialmente definida sua saída do governo e, depende de uma conversa muito séria com o prefeito Luiz Francisco Schmidt.

Entendo que Arpini quer ouvir do prefeito porque os tucanos querem tanto no governo Rafael Ayub. Ainda, quem será o candidato do governo a majoritária pelo PSDB em 2020? Se o prefeito assumir o compromisso que Arpini será candidato à majoritária, ele continuará no governo e então, é só marcar o dia do anúncio da confirmação da sua estada na secretaria de Saúde.

Se Schmidt preferir não explicar porque os tucanos querem Ayub no governo, possivelmente deixará o governo e buscará outro partido, PR do deputado Paparico ou, o próprio Partido Progressista. Na Frinape o prefeito de Jacutinga, Beto Bordin, quando questionado sobre a possibilidade de Arpini se filiar no PP disse. “Nós vamos fazer o impossível para que Jackson filie-se aos Progressistas. O PP não pode perder a liderança de um Jackson”.

Talvez sua filiação tenha as bênçãos do Senador Luiz Carlos Raizer, do qual é muito amigo. Dessa forma, estaria livre para fazer parte de uma chapa majoritária em 2020.

Por Egidio Lazzarotto

Comentários estão fechados.