Engenharia Mecânica da URI recebe nota máxima do MEC

O Curso de Engenharia Mecânica da URI Erechim recebeu a nota máxima (5) no resultado da avaliação de renovação de reconhecimento realizada pelo Ministério da Educação (MEC). A nota é resultado de três dimensões: Organização Didático-Pedagógica, Corpo Docente e Infraestrutura. Nas três áreas, as notas foram similares, destacando a homogeneidade da estrutura do curso, apresentando perfil excelente.

No relatório apresentado pelos avaliadores do MEC, eles destacaram o Contexto Educacional apresentado e relataram: “Os objetivos do curso estão apresentados e executados de forma excelente, sob os aspectos do perfil do egresso, estrutura curricular, inclusive sob o aspecto de atualização destes mesmos objetivos e estratégias, através do Núcleo Docente Estruturante – NDE, que tem participação ativa nas ações de melhoria do curso. As estratégias estabelecidas têm a participação de todos os atores, ou seja, alunos, professores, técnicos administrativos e comunidade externa”.

Eles também enalteceram a estrutura curricular aplicada e a qualidade dos trabalhos de conclusão de curso desenvolvidos, uma vez que relacionam conteúdos teóricos e práticos e, posteriormente, são executados como soluções empresariais. A respeito da infraestrutura, a equipe destacou a bibliografia, salas de aula e, principalmente, a qualidade dos laboratórios. Outro aspecto frisado pelos avaliadores foi o corpo docente do curso, em que a soma de professores mestres e doutores representa 85,7%.

O coordenador do Curso, professor Marco Antonio Sampaio Ferraz de Souza, destacou o apoio recebido da Diretoria da Universidade, da Coordenação de Área e do ex-coordenador, professor Arthur Beskow, para alcançar esse nível de excelência. “Nossos alunos têm à disposição o que há de melhor no ensino moderno de engenharia tanto em infraestrutura quanto em projeto pedagógico e corpo docente”, salientou. Ele também destacou que inovações vêm sendo feitas de modo a garantir a qualidade do que é oferecido. Em 2019, o Curso terá um novo currículo, com o projeto “Empreendimentos de Engenharia”, o qual tem como principal objetivo despertar e promover o empreendedorismo junto à comunidade acadêmica deste curso, visando o desenvolvimento da região.

Para o Coordenador de Área de Engenharias e Ciência da Computação, professor Cristiano Vitorino da Silva, a avaliação corrobora com a formação sólida dos egressos do curso, necessária para as novas competências e habilidades que o mercado (Indústria 4.0) exige do novo Engenheiro Mecânico. O resultado também foi comemorado pelos acadêmicos. Régis Debastiani, atualmente bolsista do Programa URI-Indústria, importante parceria entre a URI e indústrias locais, atribui o resultado às oportunidades vivenciadas enquanto bolsista do CNPq em Projeto de Iniciação Científica, participações em Congressos e Seminários divulgando e apresentando seus trabalhos, além de tantas outras atividades de extensão oferecidas pelo curso.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais