MPT e Cerest Alto Uruguai definem estratégias com Polícia Civil da região

Objetivo é incrementar enfrentamento aos acidentes de trabalho, mediante estabelecimento de fluxo de dados e informações registradas em delegacias da Polícia Civil dos municípios abrangidos

O Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul (MPT-RS) e o Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador (Cerest) Alto Uruguai reuniram-se, no final da tarde desta segunda-feira (17/9), em Erechim, com a Polícia Civil. O objetivo foi definir estratégias para incrementar o enfrentamento aos acidentes de trabalho, mediante estabelecimento de fluxo de dados relativos ao tema, registrados em delegacias da região do Alto Uruguai. Para facilitação do intercâmbio de informações, foram designados prepostos para atendimento recíproco de solicitações e para agilizar a transmissão de dados referentes a infortúnios ocorridos na região.

Estabeleceu-se, ainda, a apresentação, ao MPT, de estatística semestral de fatos envolvendo mortes decorrentes de trabalho, tendo a Polícia Civil assumido o compromisso de encaminhar resultados dos inquéritos ao MPT em Passo Fundo, unidade administrativa responsável pela região. A PC também poderá solicitar investigações realizadas no âmbito do Ministério do Trabalho (MT) e do MPT para subsidiar os inquéritos policiais instaurados.

Participaram da reunião o coordenador da Coordenadoria de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat) do MPT-RS, procurador Rogério Uzun Fleischmann (lotado em Porto Alegre), e a vice-coordenadora, procuradora Priscila Dibi Schvarcz (lotada em Passo Fundo). Pelo Cerest, a coordenadora Dirce Biasi Dornfeld, a engenheira de segurança do trabalho Andréia Guella e a enfermeira Sandra de Ré Busatta. Pela Polícia Civil, os delegados da Delegacia de Furtos e Roubos (Defrec) e Homicídios, Gustavo Ceccon, e da 2ª DP de Erechim, José Roberto Lukaszewigz.

Comentários estão fechados.