Comitê Pierre de Coubertin da URI relata experiências e apresenta novos projetos

Integrantes do Comitê Brasileiro Pierre de Coubertin da URI estiveram reunidos na sexta-feira, 16, com estudantes, acadêmicos, professores e colaboradores do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Física/Educação Olímpica (GEPEF/EO) que envolve o Curso de Educação Física Bacharelado e Licenciatura e a Escola de Educação Básica da Universidade.

O encontro contou com a presença de diversas lideranças: o Diretor Acadêmico da URI Erechim, professor Adilson Luís Stankiewicz; o 1° Sargento Cristiano Zanini, representando o Major Alessandro Vicente Bauer, Comandante da Companhia Especial 7º Batalhão de Bombeiros Militar; o Chefe do Departamento de Ciências da Saúde da URI, professor Flavio Zambonato; a Coordenadora dos Cursos de Educação Física, professora  Alessandra Dalla Rosa da Veiga; o Diretor da Escola de Educação Básica, professor Alan José Bresolin; as professoras Adriane Carla Vanni e Auria de Oliveira Carneiro Coldebella, do Curso de Educação Física; o Professor Jorge Marinho, do Curso de Ciências Biológicas; e a Coordenadora do Projeto Universidade Sem Limites, Professora Ilza Kneib.

Na abertura dos trabalhos, o Presidente do Comitê Brasileiro Pierre de Coubertin, professor Nelson Schneider Todt, da PUC/RS, via “skype”, disse que “a continuidade da colaboração entre o Comitê Coubertin e a URI avança ao longo dos anos, especialmente para a educação e formação de crianças e jovens. Acreditamos que o esporte pode ser uma ferramenta de transformação das pessoas, especialmente por trabalhar os Valores Olímpicos que são o respeito, a amizade e a excelência,” disse o professor.

Num segundo momento, os estudantes e acadêmicos relataram suas experiências práticas e teóricas dentro do Grupo, através da participação nos projetos desenvolvidos pelo GEPEF/EO a nível de iniciação científica, extensão, eventos científicos, culturais e sociais.

O encontro serviu também para apresentar os projetos em andamento. Destaque para o trabalho desenvolvido pelo GEPEF/EO com as participantes do Projeto Universidade Sem Limites, no Programa de Atividade Física “Viva Vida Saudável”, e no Projeto de Atletismo, em parceria com a Secretaria de Educação de Erechim, que tem lugar na Vila Olímpica da Universidade.

Também foi apresentado o novo projeto de extensão universitária, desenvolvido pelo Curso de Educação Física e pelo GEPEF/EO, em parceria com o 7º Batalhão de Bombeiros Militar de Erechim. A Professora Adriane Carla Vanni explanou sobre o projeto que visa envolver os componentes do Batalhão em atividades de Treinamento Funcional e Atividades Recreativas inserindo também o Olimpismo e os Valores Olímpicos. O 1° Sargento Cristiano Zanini agradeceu o apoio na aproximação do Batalhão de Bombeiros com a Universidade e a Escola de Educação Básica da URI por meio do Projeto apresentado também pelo Projeto Bombeiro na Escola.

Também foram apresentados os próximos eventos com a participação de membros do GEPEF/EO. O professor Edenir Serafini falou da participação da Escola no 12º Fórum Internacional da Juventude das Escolas Pierre de Coubertin, que será realizado de 24 a 31 de agosto em Mâcon, na França. O professor Bruno Faleiro apresentou, por seu lado, o Fórum de Estudos Olímpicos 2019 na Universidade Federal de Sergipe, evento que reunirá estudiosos e pesquisadores dos temas Olímpicos e Paraolímpicos nos dias 02 e 03 de setembro.

Já a Professora Ilza Kneib agradeceu todo o apoio da Universidade e dos Cursos envolvidos com as participantes da Universidade Sem Limites. Os Professores Flavio Zambonato e Alessandra da Veiga ressaltaram os 15 anos do Curso de Educação Física e a participação importante do GEPEF/EO nesta caminhada.

O Diretor Acadêmico, professor Adilson Sankiewicz, ressaltou o trabalho dos grupos de pesquisas da Universidade que fazem a interação entre ensino, pesquisa e extensão resultando em uma Universidade de excelência. “Essa iniciativa de fazer uma roda de conversa com os acadêmicos e estudantes membros do GEPEF/EO para falarem sobre suas atividades na pesquisa e na extensão é espetacular”, comentou.

Para o Professor José Luiz “Nino” Dalla Costa, “esta atividade integradora tem o papel fundamental de socializar os diferentes projetos em que estamos envolvidos, contribuindo para a visibilidade das ações de extensão e de iniciação científica por meio dos atores principais, nossos alunos, acadêmicos e professores.

Comentários estão fechados.