Olfar dobra produção de biodiesel: é a 4ª colocada no ranking nacional de fabricantes

A Olfar acaba de dobrar a capacidade de produção da usina de Erechim. A planta gaúcha que, desde sua inauguração em 2010, podia fabricar 216 milhões de litros agora poderá colocar no mercado até 432 milhões de litros de biodiesel por ano. A nova autorização foi editada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na edição de hoje (19) do Diário Oficial da União.

Com a ampliação, a usina Erechim entra na elite do setor produtivo. Até a manhã de hoje, a planta ocupava a relativamente modesta 19ª posição do ranking nacional de fabricantes. Agora, ela se tornou a 4ª colocada, deslocando as usinas de Passo Fundo (RS) e Marialva (PR) da BSBios e da Bianchini em Canoas (RS).

A planta já estava perto de seu limite. O volume de biodiesel fabricado pela Olfar em Erechim vem crescendo de forma contínua desde 2013 e, no ano passado, chegou perto dos 199,9 milhões de litros – nível de ocupação acima de 92,5%.

O mesmo grupo empresarial tem uma segunda usina de biodiesel em Porto Real (RJ) que tem capacidade para fabricar 162 milhões de litros de biodiesel. No total, a Olfar passará a controlar 594 milhões de litros em capacidade produtiva e passa dos 5,9% de toda a base instalada do setor.

Leilão 73

Ontem (18) foi o último dia para que as usinas inscritas no Leilão 73 apresentassem documentação adicional à ANP. Embora a habilitação final do L73 ainda não tenha sido divulgada (o que deve acontecer ainda hoje), sem a nova autorização devidamente publicada, a usina de Erechim teria que disputar o leilão com sua capacidade produtiva antiga.

A ANP, entretanto, tem se mostrado razoavelmente flexível na hora de garantir a habilitação de usinas com sua capacidade produtiva mais recente. Além disso, a empresa ainda teria a chance de entrar com recurso requisitando que a agência modifique a habilitação da usina.

Isso quer dizer que a Olfar tem boas chances de colocar a nova capacidade produtiva de Erechim para rodar já durante a disputa do L73.

Texto: Fábio Rodrigues – BiodieselBR.com

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. ACEITO Leia mais