Uma cara nova para a antiga Praça Daltro Filho

Na manhã de quarta-feira (16) foi apresentado no Salão Nobre da prefeitura o projeto para modernização da Praça Daltro Filho. A ideia é transformar o local em um ponto atrativo no centro da cidade, que reúna as famílias em momentos de lazer e descontração.

De acordo com os idealizadores, a Secretaria Municipal de Obras e Habitação e Secretaria Municipal de Meio Ambiente, e a equipe técnica responsável pela obra, composta pelas arquitetas e urbanistas Alana Kipper e Mariele Araldi, pelo engenheiro civil, Renan Scapinello, e pela engenheira agrônoma, Halina Kluch, engenheira agrônoma, o planejamento levou em conta a preservação do contexto histórico e reivindicações de usuários da praça, que será a primeira no município que contará com iluminação led.

Novidades

Conforme o projeto, será mantido o perfil atual do local (elevações e desníveis), mas serão implantadas diversas novidades, entre elas, uma área cercada para animais de estimação, que contará com bebedouro; um anfiteatro com capacidade para 60 pessoas; novo playground; reforma do labirinto com a inclusão de piso emborrachado para facilitar o acesso de cadeirantes; academia ao ar livre; pista compartilhada para manobras (skate, patins e bicicletas) com arquibancada; reforma da quadra poliesportiva, que também receberá iluminação led; troca do passeio ao redor da praça para incentivar caminhadas e sistema de videomonitoramento para porporcionar segurança aos usuários e inibir depredações. Além disso, a praça receberá ajardinamento, bancos, bebedouros e devem ser implantadas mesas para jogos de xadrez e damas.

Também está em estudo a possibilidade de disponibilizar internet no local e será construída uma edificação única que contará com banheiro masculino e feminino, sala da zeladoria e espaço adequado para os taxistas que possuem ponto ali. A estes será solicitado que em contrapartida, fiquem atentos a atos de vandalismo e acionem os órgãos de segurança se necessário.

“Queremos dar à comunidade um espaço seguro, com conforto e que atenda às necessidades de todos que forem até lá para seu lazer”, disse o secretário de Obras, Vinícius Anziliero.

Árvores e perda de espaço

O projeto vai manter todas as árvores existentes no passeio pelo lado da Avenida Pedro Pinto de Souza, mas removerá as existentes no lado da Rua Silveira Martins, já que a via será alargada, o que também resultará em uma diminuição da área total da praça, que voltará a ter o tamanho que consta em seu projeto original.

Pelo lado da Rua Silveira Martins serão retiradas 25 árvores, que serão transplantadas para o interior da Daltro Filho por uma empresa especializada a ser contratada via licitação. “Todas as etapas para que as árvores transplantadas se adaptem serão respeitadas, inclusive o tempo de espera para implantá-las ao novo terreno, que é de aproximadamente um mês. Estamos realmente preocupados com essa questão, por isso optamos por fazer uma licitação à parte da que será feita para a modernização da praça, queremos uma empresa especializada, que entenda do assunto”, frisou o secretário de Obras.

Caso alguma não sobreviva, a promessa da equipe responsável pelo projeto é substituí-la por nova. Do interior da praça serão retiradas outras cinco árvores, que atualmente, segundo a engenheira agrônoma e o secretário de Obras, estão condenadas e oferecem risco para os usuários da praça. A araucária existente na entrada principal da Daltro Filho será preservada.

Boatos

Durante a apresentação do projeto, o secretário de Obras fez questão de esclarecer os diversos boatos que circularam pelo município à respeito da modernização da praça. “Falaram que os taxistas seriam retirados de lá, que a praça sofreria descaracterização, que seria rebaixada ao nível da calçada. Nada disso é verdade, até houve um primeiro estudo que previa o seu rebaixamento, mas foi descartado, o resto, nem sei de onde surgiu ou quem propagou”.

Necessidade de modernização

Para Vinícius Anziliero é necessário modernizar os serviços oferecidos na praça, aliás, “não só nela, 99,9% das praças na cidade estão fora das necessidades atuais. Aquilo que as pessoas têm em casa, elas querem fora e temos que oferecer isso”.

O secretário de Fazenda, Roberto Fabiani, também defendeu a modernização. Lembrou que em seu início, a modernização do Seminário de Fátima também levantou polêmica, mas questionou, “e hoje, onde as pessoas estão indo fazer seu lazer nos finais de semana?”.

Prazos e valores

Anzilieiro lembrou que durante o evento estava apenas sendo apresentado o projeto, agora é que começariam ser dados os passos para abertura da licitação, então ainda não há um prazo definido para entrega da praça, mas do início dos trabalhos até a conclusão, o tempo deve ser de seis meses. Neste período a Daltro Filho será fechada ao público, porém não serão colocados tapumes, para que o público possa acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos.

Sobre o valor que será investido, nem o secretário e nem a equipe técnica quis comentar, alegando que é para não ocorrer interferências no processo de licitação, já que no caso da reforma do chafariz foram divulgados valores e mais tarde foi alcançado um preço bem menor. “Fomos repreendidos pela Comissão de Licitação por falar de valores. Agora, só será divulgado quando lançar a licitação”, explicou Anzilieiro.

Por Alan Dias 

 

 

Comentários estão fechados.