Bela Marta Bez curte férias em Erechim

Modelo internacional aproveita folga para visitar a família

A modelo internacional Marta Bez está curtindo férias em Erechim, onde aproveita a folga para recarregar as energias ganhando o carinho da avó Claudina Bez, dos tios Vania e Valdecir Balestrin e Dino e Miriam Bez, e dos primos Victor e Pedro Balestrin e Murilo Bez. Natural de Tuparendi, a filha de Flávio e Beverli Bez e irmã de Bruno Emílio, a guria não esbanja só beleza natural, mas empatia e muita simplicidade.

Morando ao lado da cidade de Gisele Bündchen, Marta conta que cresceu ouvindo que seria a próxima Gisele. “Eu queria ser médica, mas magra e alta e ouvindo isso seguidamente fui alimentando inconscientemente esse sonho, mas sem imaginar que ele realmente se concretizaria. Mas tudo aconteceu como tinha de ser”, garante.

Ela foi descoberta aos 14 anos quando participou de um concurso estudantil promovido pela sua agência paulista Way Models e Dilson Stein. “Fui uma das finalistas e a partir daí minha vida mudou. Aos 16 anos me mudei para São Paulo e logo comecei a trabalhar e não parei mais”, conta feliz da vida.

De São Paulo ela foi para o mundo. “Minha primeira viagem internacional foi para Tóquio. Depois fui para a Europa, onde fiz muitos trabalhos com ótimos resultados em Londres, Paris e Milão. Fiquei um ano em Paris a espera do visto americano. Quando ele ficou pronto fui para os Estados Unidos, onde estou há três anos morando em Nova Iorque”, comenta.

Aos 21 anos de idade e cinco de carreira, ela já foi capa da “Grazia” francesa, da Marie Claire francesa, apareceu em campanhas da Max & Co., H. Stern e Levi’s e em vídeos e editoriais da “CR Fashion Book”, de Carine Roitfeld. O melhor trabalho ela atribui ao editorial que fez para Revista Grazia. “Foram 20 páginas! Fotografei por dois dias e foi muito sofrido porque era muito frio e as fotos foram feitas na praia, mas o esforço valeu a pena, pois o resultado ficou maravilhoso e por isso considero um dos meus melhores trabalhos”, explica.

Para ela, que vive do mercado da moda, beleza é olhar no espelho e se sentir bem com o que está vendo. “É encontrar a sua própria beleza e entender que as vezes ela não vai agradar certos clientes, entender e se amar do mesmo jeito”, revela.

Entre os desejos de Marta para 2018 e para os próximos anos estão continuar viajando, fazer Fashion Week em outros países, visitar e conhecer outras culturas, poder voltar para casa e conseguir ver a família sempre e ser uma angel da Victoria’s Secret. O conselho que ela dá às meninas que como ela têm origem em pequenas cidades do interior, é ter certeza do que realmente querem e trabalhar com pessoas sérias. “Tem que estar disposta a lutar e deixar a família muitas vezes, porque modelar não é algo que você pode fazer de casa. Tem que ir lá, botar a cara à tapa, saber ouvir muitos não e não desistir, ter força de vontade, acreditar em si mesmo e tentar quantas vezes forem necessário”, ensina.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.